21/01/2017

Ciência à vista! Alguns museus a visitar para alargar os seus conhecimentos científicos.

Publicado em 09/09/2012 por em Dicas de viagem

Paul Stebles

É cientista ou amante da ciência? Pensa que já viu tudo? Veja aqui alguns locais emblemáticos da ciência que poderá visitar para alargar os seus conhecimentos. Se tiver filhos, não se esqueça de os levar, eles vão adorar!

 

#1 Franklin Institute: Filadélfia, Pensilvânia, EUA

The Franklin Institute Science Museum

Benjamin Franklin foi um cientista, editor e filósofo. O fogão e os óculos bifocais foram apenas duas engenhocas que ele inventou.

O núcleo deste museu é o Franklin National Memorial, com uma estátua de 30 toneladas e uma galeria que evoca invenções de Franklin e dos cientistas que ele inspirou.

“Hands-on” é o lema do Instituto de Franklin. Aqui poderá pôr em prática inúmeras experiências.

Na Galeria de eletricidade um gerador de Van de Graaff vai pôr o seu cabelo em pé!

No piso inferior, a ciência da criança, vai ensinar conceitos básicos de ciência para crianças de todas as idades.

No terceiro andar, Sir Isaac Loft demonstra os princípios da física newtoniana. A secção de desporto é um desafio intrigante, olhando a ciência por de trás de desportos populares como o surf e a escalada.

Nos meses mais quentes, um grande Parque de alta tecnologia é montado nos jardins, onde as crianças podem realmente mexer com conceitos de ciência.

Se seus filhos gostam deste tipo de coisas, você provavelmente vai também querer dedicar algum tempo para o pôr em pratica alguns dos seus conhecimentos já esquecidos.

#2 Powerhouse Museum (Museu da energia): Sydney, Austrália

OZinOH

Este é um dos maiores museus da Austrália. Como o Smithsonian em Washington, tem uma coleção, com cerca de 385000 objetos de um diverso número de campos: ciência, tecnologia, engenharia, transportes, história australiana e artes decorativas.

Em 22 exposições permanentes poderá apreciar coisas incríveis: um inestimável motor rotativo Boult & Watt a vapor, um hidroavião Catalina, uma locomotiva a vapor, um cinema de Arte Deco reconstruído de 1930, um fato espacial russo.

As crianças provavelmente irão gostar mais do mexer no computador que lhes permite aprender conceitos científicos e também da realização das suas próprias experiências.

Há também laboratórios dos média, SoundHouse e VectorLab, onde as crianças se podem inscrever em oficinas de produção gráfica e música digital.

O Museu de astronomia tem alguns telescópios antigos e exposições, para não mencionar um planetário a 3D.

#3 Museus da Ciência e de História Natural – Londres, Reino Unido

EmerandSam

O Museu de Ciência é um lugar de galerias de trabalhos manuais, modelos de trabalho, e vídeo em abundância, exibe todo o desenvolvimento da ciência e indústria e, especialmente importante para as crianças, mostra a sua influência na vida quotidiana.

Maravilhosos computadores interativos, colocados estrategicamente em todo o museu vão ajudá-lo a planear a sua visita de acordo com seus interesses.

Aqui vai ver o foguete de Stephenson original, o motor a jato original de Whittle e o módulo do espaço Apollo 10.

Uma nova ala de exposições explora temas de tecnologia de ponta como a genética, a tecnologia digital e a inteligência artificial. Saiba como se observa a vida marinha com submarinos robóticos.

A ciência mais orgânica reina no Museu de História Natural.

Para amantes de dinossauros, este é o museu a visitar. Aqui há magníficos exemplares de todos os tipos de plantas vivas e fósseis, animais e minerais.

A história geológica do nosso planeta é ilustrada numa exposição onde o Big Bang é retratado.

#4 Centro de Ciência de Glasgow: Glasgow, Escócia, Reino Unido

_Kes_

Ao subir de elevador para a torre deste Centro, terá uma vista panorâmica sobre a cidade, juntamente com uma mostra multimédia sobre a história de Glasgow.

O centro tem um planetário e uma tela IMAX (o único na Escócia). As exposições salientam os cientistas escoceses, especificamente Glaswegians.

Glasgow cresceu durante a Revolução Industrial, com grande siderurgia e uma enorme construção naval, e os designers e engenheiros foram uma parte vital.

Deste modo, o Centro de Ciência de Glasgow explica a esta tecnologia de forma divertida e interativa.

Aqui, poderá fazer a sua própria gravação sonora, ser uma estrela no seu próprio vídeo digital, ou fazer uma digitalização da sua cabeça a 3D e reorganizar suas características faciais.

#5 Centro Espacial Kennedy: Titusville, Flórida, EUA

iweatherman

Não é preciso ser um aficionado do espaço para se admirar com a grandeza das instalações.

Comece a sua visita no Kennedy Space Center Visitor Complex, onde a história da exploração espacial é bem descrita e onde existem foguetões da NASA verdadeiros em exibição.

Atividades práticas, uma “encontro” diário com um astronauta e um cinema IMAX são algumas das atividades que as crianças vão adorar.

O Astronaut Hall of Fame, uma atração separada no centro, homenageia o Mercury, Gemini e Apollo.

A cada 10 minutos partem passeios de autocarros com guias para explorar as terras do centro espacial.

As paragens incluem o pórtico de observação, com uma vista de 360 graus sobre plataformas de lançamento, o centro da estação espacial internacional, onde cientistas e engenheiros preparam adições à estação espacial em órbita, e o Apollo/Saturn V Center, que inclui artefactos (poderá tocar numa pedra da Lua), filmes, exposições interativas e o mais poderoso foguetão de U.S. já lançado.

#6 Museu Nacional de Ciência Emergente: Odaiba,Tóquio

ykanazawa1999

Que criança não gostaria de brincar com robôs? Parece improvável, mas no Museu Nacional de Ciência emergente, é uma ocorrência diária.

Situado em Odaiba, uma grande ilha artificial em Tóquio, o museu concentra-se na ciência e tecnologia, com passeios de realidade virtual e um planetário.

O Japão é líder mundial no desenvolvimento de robôs e a exposição inclui robôs industriais bem como robôs humanoides e salvamento. A atração é o ASIMO, o robô inteligente mais famoso do mundo.

As exposições sobre a Terra e o meio ambiente apresentam uma “zona” digital, onde as questões ambientais são olhadas na perspetiva da ciência e da tecnologia. Os visitantes são incentivados a pensar sobre o destino da terra, no que se refere à economia, política e quotidiano.

Texto escrito de acordo com o novo acordo ortográfico.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe-nos o seu comentário

Terá que preencher todos os campos obrigatórios. Utilize palavras adequadas. O seu e-mail não será publicado.

Poderá utilizar Gravatar.

Poderá utilizar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Obrigado pela sua visita!
Não quer subscrever a nossa newsletter? É grátis!
guia + viagens - Receba no seu e-mail ideias e inspiração para as suas viagens.
Não mostrar mais