24/01/2017

Gosta de animais? Veja aqui alguns parques onde poderá levar os seus filhos para interagir com as mais surpreendentes criaturas!

Publicado em 02/09/2012 por em Dicas de viagem

merrycube

Quando pensamos em ver animais pensamos normalmente no jardim zoológico. É um passeio sempre agradável e que os nossos filhos gostam. No entanto, existem muitos outros parques que lutam pela preservação e sobrevivência de determinadas espécies também muito interessantes. Se gosta de animais e de viajar, veja aqui as nossas sugestões de locais com vida selvagem a visitar, com ou sem os seus filhos.

 

#1 Peixe-boi no Crystal River: Flórida, EUA

Christianny

Os peixe-bois, gostam de passar os invernos em águas claras e quentes da Costa oeste da Flórida, onde a temperatura anda geralmente por volta dos 22°C. Em média, estes mamíferos do mar têm cerca de 10 metros de comprimento e 544 Kg — os seus parentes vivos mais próximos são os elefantes — e movem-se muito devagar para ficar fora do caminho dos barcos. Um dos principais motivos da extinção desta espécie são lesões devido a colisões com barcos.

Crystal River National Wildlife Refuge, é um dos principais locais de refúgio do peixe-boi. Vários operadores locais têm passeios diários de barco, sendo possível nadar e interagir com estas criaturas.

O refúgio é acessível apenas por barco, sendo essencial uma excursão guiada.

Os peixes-boi, para além de serem muito lentos, são míopes, de modo que consegue-se chegar perto o suficiente para sentir a sua pele e sentir os bigodes. As visitas começam cedo, às 7h.

#2 Baleias em Quebec: Baie-St-Catherine & Tadoussac, Quebec, Canadá

jaloisiosoares

Um dos melhores sítios de observação de baleias do mundo é no Rio São Lourenço, ao norte da cidade de Quebec, onde o rio alarga consideravelmente no seu caminho para tornar-se o Golfo de St. Lawrence.

Durante todo o ano ocorre a migração de baleias-de-minke e do final de junho a setembro, grandes migradores como a baleia-comum e a baleia-azul, juntam-se de modo que às vezes podem-se observar inúmeras baleias, cerca de 500!

Pode reservar um cruzeiro para observar baleias. A rota vai ser alterada de acordo com a localização das baleias nesse dia de modo que de certeza que irá ver uma baleia.

Para os mais aventureiros, existe um cruzeiro em que poderá descer para uns insufláveis, os chamados zodíacos, onde de colete e macacão impermeáveis poderá ver as baleias de mais perto.

#3 Os Pandas Gigantes de Wolong: Sichuan, China

MushiPhotography

Seria uma grande emoção ver um panda gigante em estado selvagem. Como a probabilidade é bastante reduzida, estes ursos tímidos de branco e preto podem ser vistos neste centro de floresta de montanha húmida, em Sichuan. A sua visita ajudará na preservação do panda.

Neste centro existem duas entidades diferentes: Reserva da natureza de Wolong (Wolong yangrou Bahu Qu) e o Centro de criação do Panda-gigante (Daxiongmao Siyang Chang).

A reserva da natureza de Wolong é um centro de pesquisa de alta tecnologia, fundado em 1963, onde cerca de 60 ou 70 pandas são alojados e alimentados em pequenos espaços.

Muitos dos pandas aqui foram retirados do cativeiro ou então estavam feridos. Deste locais de alimentação e recuperação eles têm uma grande floresta aberta à sua disposição.

Depois da visita ao centro de criação, vai ser provavelmente arrastado para uma instalação menor ao lado, dedicada pandas-vermelhos.

De seguida verá então uma bela paisagem de florestas de faia e bambu com muitos trilhos para excelentes caminhadas.

Panteras, macacos, pandas-vermelhos, gnus e, claro, pandas gigantes, todos eles vivem nesta floresta.

Para finalizar, visite o Museu do Panda onde poderá ficar a conhecer um pouco mais estes simpáticos animais.

#4 Tartarugas marinhas: Tortuguero, Costa Rica

rodrigofigueiredo

A maior riqueza desta região subdesenvolvida é a sua vida selvagem. Ecoturistas e amantes da natureza continuam a chegar em números cada vez maiores. E talvez a experiência de vida selvagem mais procurada na Costa Rica é assistir a tartarugas gigantes que vêm à terra para desovar.

Para ver esta maravilha, visite a praia de Tortoguero — o próprio nome refere-se a tartarugas marinhas, ou tortugas em espanhol. É uma aventura chegar a Tortuguero. Não há estradas, apenas uma série de labirintos de rios e canais de ligação com o Porto da cidade de Limón a 50 km de distância.

Deslizar sobre um barco por esta floresta densa povoada por macacos-aranha, preguiças, tucanos e araras verdes grandes é quase como um minicruise até a Amazónia.

Quatro espécies de tartarugas desovam nesta praia de 35 km de comprimento — a tartaruga-verde, tartaruga-de-pente, tartaruga cabeçuda e a tartaruga maior do mundo, a tartaruga gigante-de-couro. Considerando o seu tamanho grande, a tartaruga gigante-de-couro é realmente uma tartaruga espetacular de se ver.

Embora sejam uma espécie em extinção, chegam a Tortuguero aos milhares durante o seu período de nidificação, de julho a meados de outubro.

Não perca este espetáculo da natureza!

#5 Safari no Kruger National Park: Mpumalanga, África do Sul

pickledimages

Leões, leopardos, rinocerontes, elefantes e búfalos. As crianças certamente terão algo para se gabar na escola depois de visitarem o vasto Parque Nacional de Kruger na África do Sul.

Mesmo a partir da segurança de um jipe, ver um leão num Safari no Kruger é uma emoção.

Kruger cobre 2,50 milhões de hectares a norte do Rio crocodilo e a Sul do Rio Limpopo, abrangendo 16 eco-zonas distintas. Binóculos e câmeras são obrigatórios.

Unidades de visitas guiadas e passeios são registados diretamente em campos de repouso. Existe alojamento dentro do Parque, muitas vezes tendas ou cabanas de palha — mas vai ver que assim terá um sabor autêntico a safari.

Junto ao Parque, há também diversas reservas de caça privada.

#6 Centro de descoberta do golfinho: Bunbury, Austrália

Canal Petrobras

A 175 Km a sul de Perth, chega a Bunbury onde encontrará uma baía onde golfinhos selvagens em águas rasas entram em contacto direto com os seres humanos. Aqui, em águas pouco profundas poderá levar os seus filhos a ver de perto os golfinhos.

As manhãs são o horário nobre para encontrar golfinhos e visitar muito mais frequentemente nos verões (novembro–abril, sendo do Hemisfério Sul), menos frequentemente no inverno.

No centro de descoberta do golfinho, no entanto, geralmente há apenas um grupo pequeno e descontraído dos visitantes, que começam a caminhar na água e a nadar na verdade com os golfinhos.

Na praia, em frente ao centro de descoberta, foi marcada uma “zona de interação”. Guias em camisas vermelhas destacam-se na água para certificar-se de que todo a gente está segura.

Reserve um cruzeiro de 90 minutos para observação de golfinhos. De novembro a abril, o centro disponibiliza um barco apenas para um cruzeiro em águas mais profundas para os nadadores mais aventureiros nadarem no meio dos golfinhos.

Texto escrito de acordo com o novo acordo ortográfico.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe-nos o seu comentário

Terá que preencher todos os campos obrigatórios. Utilize palavras adequadas. O seu e-mail não será publicado.

Poderá utilizar Gravatar.

Poderá utilizar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Obrigado pela sua visita!
Não quer subscrever a nossa newsletter? É grátis!
guia + viagens - Receba no seu e-mail ideias e inspiração para as suas viagens.
Não mostrar mais