Hotéis na Madeira em greve na Passagem de Ano

6750253615_dd851ac8ac_z

Até ao momento a greve será para manter nos dia 30 e 31 de dezembro e 1 de janeiro.

A ilha da Madeira é especialmente procurada pelos turistas na Passagem de Ano. Assim sendo, a ameaça de greve no setor hoteleiro está a gerar muita preocupação uma vez que a ocupação a rondar os 90%.

Até ao momento a greve será para manter nos dia 30 e 31 de dezembro e 1 de janeiro. Um dos principais motivos para a convocação desta greve é a negociação de aumentos salariais e a elevada carga horária que, segundo o sindicato, chega a atingir as 60 horas semanais.

No entanto, Leonel Nunes, dirigente sindical do setor madeirense, referiu que “nós estamos disponíveis para conversar e ainda há tempo”. Além disso, “nesta fase, vésperas da greve agendada, não houve qualquer interesse por parte dos patrões e das secretarias regionais do Turismo ou dos Recursos Humanos [governo da Madeira] para se sentarem, para se entenderem e tentarem ultrapassar um problema que pode ser, no futuro, o fim da galinha dos ovos de ouro na região [turismo]”.

Leonel Nunes acrescentou ainda que “era importante que antes da greve as partes se sentassem. O sindicato quer negociar e acha que é possível através do diálogo ultrapassar esta dificuldade e assim deviam pensar os governantes da nossa terra”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here