Ilha Graciosa nos Açores – o basalto, o verde e o branco pontilhados no mar

Foto de mar e horizonte.

Zé Pinho

A Ilha Graciosa nos Açores, Reserva Mundial da Biosfera pela Unesco, conta com abundante paisagem de traços fortes e escuros do basalto, o verde dos campos e o branco das casas a estender-se sobre o azul do mar. Uma das Ilhas mais sossegadas dos Açores que vale a pena visitar e fundir-se com a paisagem. Um paraíso para quem quiser fugir da vida agitada das grandes cidades.

Foto de moinho vermelho e casas.

Zé Pinho

Na Caldeira da Graciosa, classificada como Monumento Natural Regional, situa-se uma cratera de grandes dimensões e beleza, onde se encontra também, a Furna da Maria Encantada e a Furna do Enxofre, verdadeiros Santuários da Mãe Natureza.

O Pico Timão, o ponto mais alto da ilha, tem uma paisagem de vegetação típica da floresta da Laurissilva e campos verdes de pastagens e cultivo que descem até ao mar.

Foto de duas vacas a pastar.

Zé Pinho

O Farol da Ponta da Barca, marca a paisagem e que os habitantes dizem com orgulho ser, o mais alto dos faróis dos Açores.

O Ilhéu da Baleia é um monumento construído pelas várias forças da natureza, símbolo de um paraíso de cetáceos no mar dos Açores.

No Parque de Merendas de Santa Cruz da Graciosa, pode descansar e admirar a paisagem enquanto petisca.

Em Carapacho onde se encontra o Parque de Campismo, poderá aproveitar para dar um mergulho nas Piscinas Naturais e descontrair-se nas aguas quentes e curativas das termas.

Foto de mar e horizonte.

tantegert

Vale a pena visitar a Igreja Matriz de Santa Crus da Graciosa e a Igreja de São Mateus de Vila da Praia que possui um órgão de tubos de 1793, um dos mais bonitos dos Açores.

Nos seus acolhedores restaurantes, poderá aproveitar para saborear as típicas caldeiradas de peixe e peixe assado no forno, mariscos, as queijadas da Graciosa, os gostosos pastéis de arroz, acompanhado com os seus vinhos brancos e aguardentes velhas.

1 COMENTÁRIO

  1. estive dois dia na Ilha Graciosa e participei da festa do Divino, em um pequena Igreja perto de um porto, ms não sei o nome, sei sim que sinto uma saudade imensa e se pudesse voltaria. Que nos levou até esta igreja foi senhor Jorge do corpo de bombeiros da Graciosa. Um abraço e minha saudade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here