Ilhas Cook – um paraíso de atóis de corais e ilhas vulcânicas

Cook islands

knkppr

As Ilhas Cook estão localizadas na Polinésia, no meio do Oceano Pacífico Sul, “escondidas” aproximadamente a meio caminho entre a Nova Zelândia e o Havai. É um arquipélago de 15 ilhas espalhadas ao longo de 2,2 milhões de quilómetros quadrados. Estas águas territoriais são também o maior santuário de baleias e tubarões do mundo. É considerada uma pequena cidade do país da Nova Zelândia no entanto estes polinésios únicos e amigáveis têm a sua própria língua e governo e desfrutam de uma cultura vigorosa e diversificada, com diferenças significativas entre cada ilha.

carregue no play para ver fotos

A cultura das Ilhas Cook é moldada pela sua herança Polinésia, misturada com uma influência europeia. Uma mistura de ilhas místicas à volta de lendas de romance e pirataria, aventuras e tesouros escondidos, que moldaram as tradições e costumes que dão ao povo das Ilha Cook a sua própria identidade única.

A arte, a habilidade e a graça da sua dança e dos seus tambores vão levá-lo numa jornada espiritual. Baseado em lendas que se relacionam através da música e movimento do corpo, histórias de amor, desejo e paixão que refletem uma herança cultural ainda muito viva.

Numa mistura de atóis de corais e ilhas vulcânicas, cada ilha é única. As ilhas do sul (Rarotonga, Aitutaki, Atiu, Mangaia, Takutea, Mauke, Mitiaro, Palmerston, Manuae) são essencialmente ilhas vulcânicas, montanhosas e com alguns atóis de coral.

As Ilhas Cook do norte (Manihiki, Nassau, Penrhyn, Pukapuka, Rakahanga, Suwarrowsão) são um grupo solto de atóis de corais, baixos.

A capital é Rarotonga, a maior ilha. Uma combinação fantástica de montanhas escarpadas, selva densa e gloriosas praias.

O atol em forma de gancho de Aitutaki, a segunda ilha mais visitada pelos turistas, fica no topo de uma das maiores lagoas de corais do mundo, repleto de mexilhões gigantes e peixes tropicais e rodeado por pequenas ilhotas desabitadas.

O clima das Ilhas Cook é tipicamente tropical. O verão (novembro-abril) é mais quente e mais húmido com uma precipitação mais elevada e o risco de tempestades tropicais e, às vezes, furacões. O inverno (maio-outubro) é mais frio e seco.

Aitutaki e as ilhas do norte são visivelmente mais quentes que a capital ilha, Rarotonga, que acumula nuvens à volta dos seus picos de montanha. Penrhyn e Rakahanga no norte são as mais quentes pois estão mais perto do Equador (geralmente 5-7 graus Celsius mais quentes que Rarotonga).

Com um clima idílico, paisagens deslumbrantes, pessoas afáveis e uma maneira desejável de vida onde a “pressa” não foi inventada, as Ilhas Cook são irresistíveis.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here