Moscovo é a cidade mais antipática do mundo

A revista de viagens Travel+Leisure elegeu, como habitualmente, as cidades menos “amigáveis” do planeta. No top 10 das localidades mais antipáticas só há três países representados – e Portugal não está incluído.

No inquérito que promove anualmente junto dos seus leitores, a Travel+Leisure confrontou-os com diversas características de 266 cidades de todo o mundo. A ideia era que avaliassem as suas preferências e aquilo de que menos gostaram.

Foi assim que a revista chegou ao ranking das cidades mais antipáticas do mundo e não há nenhuma cidade portuguesa na lista das 30 mais antipáticas do mundo – Lisboa até surge no 28º posto da lista de localidades mais amigáveis.

A lista das 10 cidades mais antipáticas do mundo inclui apenas três países – Rússia, EUA e França.

Eis o ranking feito segundo as experiências dos “viajantes” da Travel +Leisure.

1 – Moscovo, Rússia

Os moscovitas são, ao que parece, os cidadãos mais antipáticos do mundo. Os leitores da revista consideram-nos nada prestativos e os editores constatam que o caos do trânsito e a gastronomia pouco apelativa também terão ajudado a esta classificação pouco honrada.

2 – Atlantic City, EUA

Conhecida pelos seus casinos – e, logo, particularmente apelativa para apreciadores do jogo -, a cidade não é para aqueles que não gostam de gente rude e apressada, salienta-se na Travel+Leisure.

3 – São Petersburgo, Rússia

Apesar da beleza arquitectónica, a cidade russa não conquistou o coração dos viajantes da revista, atestando, mais uma vez, a pouca simpatia dos russos.

4 – Marselha, França

A segunda maior cidade francesa é “bastante desleixada e sombria”, consideram os leitores da publicação.

5 – Los Angeles, EUA

Apesar do sol e das pessoas bonitas que andam por todo o lado, a cidade é considerada “pretensiosa” e “vazia”, com pessoas “rudes”, nada prestativas e sempre a tentarem “enganar-te em tudo”.

6 – Nova Iorque, EUA

Considerada por muitos a cidade “menos amigável” dos EUA, os leitores da revista notam que as pessoas que lá vivem não são simpáticas para os estranhos, muito menos para quem pede ajuda.

7 – Filadélfia, EUA

Esta localidade é particularmente criticada pelos adeptos de desporto que salientam que gostar de uma equipa que não seja da cidade é um grande problema!

8 – Baltimore, EUA

Considerada a “Cidade do Charme”, Baltimore parece estar a viver uma crise turística, conforme destaca a Travel+Leisure, notando “a desilusão” que tem conquistado junto dos visitantes.

9 – Las Vegas, EUA

Cidade descrita como sem “profundidade”, onde o glamour está precisamente no prazer imediato sem grande substância. A revista evidencia que são a sua “pompa vagamente decadente” e as “exibições extravagantes” que lhe dão fama.

10 – Cannes, França

“Rica, bonita e, aparentemente, um pouco snob”. Eis como a Travel+Leisure caracteriza a cidade francesa conhecida pelo festival de cinema que acolhe todos os anos. Comparada pelos leitores a uma “beldade a envelhecer”, a publicação nota que o seu charme está a “esmorecer” e que é especialmente acolhedora para quem tem “muito dinheiro para gastar”.

ZAP

1 COMENTÁRIO

  1. Talvez seja a razão porque durante décadas pregaram a ‘união dos povos, dos trabalhadores” e por fim nem cuba que lhes vendia o açúcar e os charutos king size!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here