Rússia quer levar turistas na Soyuz à Estação Espacial Internacional

NASA

Uma nave espacial russa Soyuz TMA-6 aproxima-se da estação Espacial Internacional

A Rússia está a estudar a possibilidade de enviar dois turistas à Estação Espacial Internacional numa nave Soyuz, afirmou este domingo Yevgeni Mikrin, director-geral da Energia, fabricante russa de foguetes e veículos espaciais.

“Estamos a trabalhar para conseguir em 2019 enviar dois passageiros num voo comercial com um comandante, e reduzir a três horas o tempo de voo até ao acoplamento com a EEI”, disse Yevgeni Mikrin à agência de notícias russa Interfax.

Entre 2001 e 2009, a Rússia enviou à estação orbital 7 turistas espaciais, que pagaram dezenas de milhões de dólares para viver a experiência.

O primeiro a comprar uma viagem para ver a Terra da Estação Espacial Internacional foi o americano Dennis Tito, e o último foi o canadiano Guy Laliberté, fundador do Cirque du Soleil. A cantora britânica Sarah Brightman tinha planeado viajar até à EEI em setembro de 2015, mas interrompeu os treinos e desistiu do voo argumentando “motivos familiares”.

Yevgeni Mikrin diz que o reatamento dos voos de particulares à EEI permitirá a captação de centenas de milhões de dólares para financiar os programas espaciais russos.

O diretor-geral da Energia também adiantou que a empresa está a trabalhar na construção de uma nova nave tripulada, a “Federatsia” (Federação), que poderá levar quatro cosmonautas à plataforma orbital – ao contrário das naves Soyus, que apenas têm capacidade para 3 tripulantes.

“Parte dos lugares desta nova nave podem vir a ser ser oferecidos a clientes particulares. E a propósito, a maioria deles ofende-se quando lhe chamam turistas“, revelou Mikrin.

// EFE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here