22/01/2017

Tecnologia usa “pele de tubarão” para aumentar a eficiência dos aviões

Publicado em 19/02/2013 por em Notícias

preview.sharkskin

Material semelhante a pele de tubarão, que diminui a fricção e permite os tubarões deslizarem na água, está a ser testado pela Lufthansa nos seus aviões e poderá ajudar as companhias aéreas a poupar dinheiro.

A transportadora alemã fez uma parceria com a Airbus e o Fraunhofer Institute for Manufacturing Technology and Advanced Materials de modo a testar um novo revestimento de superfície que imita a pele de tubarão em dois Airbus A340-300s.

Faz parte de uma longa pesquisa de dois anos que começou no verão de 2011 e terminará este ano.

A nova tecnologia imita o efeito da pele de um tubarão nas tintas dos aviões – pequenas estrias na superfície que reduzem a resistência quando se deslocam em velocidade.

A mesma tecnologia foi já testada em navios e foi também usada por Michael Phelps e outros nadadores de competição, até que foi proibido pela Federação Internacional de Natação.

A pesquisa mais recente indica que estruturas da pele de tubarão podem reduzir o consumo de combustível em cerca de 1 por cento diminuindo os custos operacionais.

Espera-se que o novo sistema de revestimento aumente a eficiência de energia e a aerodinâmica do avião.

De acordo com o relatório de pesquisa da Lufthansa Technik o novo revestimento também repele sujidade, é estável a radiações UV e resistente à erosão.

Texto escrito de acordo com o novo acordo ortográfico.

Tags: , , , , ,

Deixe-nos o seu comentário

Terá que preencher todos os campos obrigatórios. Utilize palavras adequadas. O seu e-mail não será publicado.

Poderá utilizar Gravatar.

Poderá utilizar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Obrigado pela sua visita!
Não quer subscrever a nossa newsletter? É grátis!
guia + viagens - Receba no seu e-mail ideias e inspiração para as suas viagens.
Não mostrar mais