Um local nos Açores é “o mais belo do mundo” para férias

Situada num local remoto e de difícil acesso da ilha de São Jorge, nos Açores, a Fajã da Caldeira de Santo Cristo foi considerada pela National Geographic Traveller “o local mais belo do mundo para férias”.

Depois desta distinção, o local passou a integrar programas de empresas que apostam no turismo alternativo.

Não é fácil chegar à Fajã da Caldeira de Santo Cristo. Quem viaja a partir do continente deve embarcar num avião para a ilha Terceira, nos Açores e depois continuar de barco até S. Jorge.

Mas o esforço compensa. Quem o diz adianta que durante o último troço da viagem, feito por mar, com sorte até se podem avistar golfinhos.

Neste fim do mundo quase não se passa nada. É a natureza que faz as honras da casa, dividida entre o verde da ilha e as ondas exuberantes do Atlântico.

Quem gosta de surf encontra aqui um dos spots mais estimulantes.

Houve até já um surfista que se estabeleceu no local como empresário de turismo alternativo, oferecendo um programa que inclui percursos de trekking pelas montanhas, surf e até yoga.

As poucas casas da aldeia têm vindo a ser recuperadas, pelo que tudo no local parece harmonioso.

Depois de a National Geographic Traveller ter descoberto a Fajã da Caldeira de Santo Cristo, o movimento turístico aumentou. Mas nada que perturbe ainda o sossego de quem quiser durante uns dias perder-se num paraíso distante do mundo.

Bom Dia

1 COMENTÁRIO

  1. Ofereço estadia de uma noite para duas pessoas ao autor deste artigo na casa dos Tijolos AL se me enviar cópia do bilhete de avião LIS SJZ. Em dias normais o voo sai de Lisboa entre as 6 e as 8 da manhã escala a ilha Terceira ou São Miguel e Chegar a São Jorge antes do almoço. De seguida faço-os chegar e à bagagem a esse sítio que existe e é como o descreve em menos de uma hora…
    Contas feitas pode ficar entre 5 a 12 horas de Lisboa.
    Aceita o desafio?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here