Uma viagem medieval – visite uma destas 5 cidades medievais portuguesas

Guilherme Noronha

Por toda a Europa podemos encontrar cidades medievais. Invasões bárbaras foram um fator importante no desenvolvimento destas cidades durante o início da idade média. Para se protegerem, as aldeias começaram a erguer paredes e a fortificar as suas posições. Criaram-se assim grandes cidades fortificadas medievais. Se é fã de história e gosta de explorar, damos-lhe aqui a conhecer um pouco de 5 cidades medievais portuguesas.

[toc]

#1 Óbidos – Castelo de Óbidos

yudis_asnar

O Castelo de Óbidos localiza-se na freguesia de Santa Maria, vila e concelho de Óbidos, no distrito de Leiria.

É conhecido como a “cidade de presente de casamento” pois foi oferecida à Rainha Isabel pelo rei D. Dinis como prenda de casamento em 1282. Mas o que torna esta cidade uma das mais românticas cidades medievais da Europa são as suas ruas de paralelepípedos incrivelmente pitorescas, ladeadas de casas coloridas, cheias de gerânios e buganvílias. Igrejas caiadas de branco e deslumbrantes telhas rodeadas por muralhas de um castelo do século XII.

A rua principal que começa na porta da cidade (decorada com painéis de azulejos do século XVIII), encaminha os visitantes até à praça principal, Praça de Santa Maria. Aqui existe uma bela fonte, um Pelourinho do século XV, o Museu da cidade e a Igreja de Santa Maria.

Todos os meses de julho, uma feira Medieval recria a idade média com música medieval, cavaleiros, bruxas e atuações de teatro. Aqui vai poder beber de um tankard de estanho para entrar mesmo no espírito daquele tempo.

Em novembro, durante o Festival Internacional do Chocolate, Óbidos torna-se a capital do chocolate do mundo com incríveis esculturas de chocolate.

A melhor maneira de experimentar a atmosfera romântica da aldeia é permanecer durante a noite, quando a maioria dos visitantes se foram embora e tudo permanece mais calmo. Tente reservar o hotel do castelo com antecedência, e vai conseguir sentir o romance medieval.

#2 Monsaraz

Duarte Fernandes Pinto

Monsaraz é uma freguesia do concelho de Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora, na região do Alentejo. Em 2007, foi uma das finalistas na escolha das 7 Maravilhas de Portugal.

Monsaraz é uma pequena vila muralhada que mantém uma atmosfera medieval. Originalmente foi fortificada pelos Cavaleiros Templários. Atualmente, os seus permanentes residentes vivem em antigas casas brancas com escadas exteriores e varandas de ferro forjado.

A rua principal, forrada com casas caiadas de branco, do século XVII, leva a praça principal onde se ergue a igreja paroquial junto a um Pelourinho do século XVIII.

Vale a pena subir as ameias do Castelo de granito para vislumbrar as vistas das casas agrupadas dentro dos muros e a paisagem mágica circundante.

Na região, a 3 km a norte de Monsaraz, encontrará o menir do Outeiro, localmente denominado por Penedo Comprido, um monumento de granito com 5,6 metros de altura e um peso de cerca de 8 toneladas, um símbolo do culto da fertilidade do Megalítico.

#3 Marvão

Jim Hart

A vila de Marvão localiza-se no Distrito de Portalegre, região do Alentejo.

O panorama de 360 graus por si só seria motivo suficiente para visitar a montanha medieval da vila de Marvão, mas a cidade em si é uma das mais espetaculares aldeias fortificadas de Portugal.

A grande atração é a atmosfera medieval intacta nas suas ruas íngremes e estreitas com casas imaculadamente caiadas de branco, levando a um castelo do século XIII.

Perto encontra-se uma igreja do século XIII com um pequeno mas interessante Museu de descobertas arqueológicas e artefactos locais.

Mais gratificante ainda é subir as paredes, ameias e torres para ver as vistas impressionantes e ficar para o pôr-do-sol deslumbrante e a noite da vila.

Para pernoitar, existe uma charmosa pousada, construída entre casas firmemente agrupadas, também com vistas magníficas.

Visite, nas proximidades, as montanhas de São Mamede, um parque natural com a maior colónia de morcegos da Europa, animais selvagens e vestígios do Neolítico.

#4 Castelo de Vide

Sticky Fingaz

Castelo de Vide é uma vila portuguesa no distrito de Portalegre, região do Alentejo. O caráter romântico da vila de Castelo de Vide, associado aos seus jardins, abundância de vegetação, clima ameno e proximidade da serra de São Mamede, tornou-a conhecida por “Sintra do Alentejo”.

A bonita vila de Castelo de Vide é de origem romana e encontra-se perto das ruínas da povoação romana de Miróbriga. Muitos artefactos romanos foram encontrados lá (a maioria deles agora em museus de Lisboa), mas é pela considerável presença judaica na idade média que a cidade é agora conhecida.

Há uma atmosfera medieval, onde o tempo parece ter ficado parado, com ruas de paralelepípedos e casas caiadas de branco. Aqui está também a sinagoga mais antiga de Portugal, apesar de restar apenas um modesto quartinho.

Aqui encontrará um spa conhecido por supostamente curar uma variedade de doenças, desde diabetes a problemas de pressão arterial.

Subindo ao castelo do século XIV temos uma agradável vista sobre a cidade.

A parte mais nova da cidade, data dos séculos XVII e XVIII, tem ruas mais amplas e menos íngremes. A elegante praça principal, Praça Dom Pedro V, está rodeada por edifícios barrocos, igrejas e a Câmara Municipal.

#5 Valença

Charlón

Valença é uma cidade no distrito de Viana do Castelo na região norte de Portugal. 

Na fronteira com a Espanha e com vista para o Rio Minho, Valença é cercada por paredes e exibe todas as características de uma cidade que foi fortificada no século XVII.

O seu primeiro nome foi “Contrasta”, que se refere a uma aldeia de pé em frente a outra, claramente uma referência à sua posição em frente ao Rio Minho, com a cidade galega Tui do outro lado da margem.

Hoje, é uma cidade com um comércio florescente, em que alguns os mais popularmente procurados itens são as peças produzidas localmente pelos artesãos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here