22/01/2017

Viagem de Cruzeiro: regras de etiqueta a bordo

Publicado em 01/07/2012 por em Dicas de viagem

AllessandroCanella

A sua viagem de sonho é fazer um cruzeiro mas não sabe se estaria à altura? Quer que as suas férias em família sejam para relaxar e descansar após um ano agitado de trabalho sem ter que se preocupar? Nós podemos ajudar a diminuir o seu stress! Basta seguir as nossas dicas e verá que, para além de se divertir muito, se sentirá como um príncipe ou uma princesa dos mares e que terá uma viagem inesquecível, onde tudo poderá corresponder à sua imaginação!

 

O que vestir?

Quando se decide fazer uma viagem de cruzeiro uma das primeiras coisas que se pensa é qual a roupa mais adequada e que vai necessitar para a viagem.

A etiqueta de cruzeiro remonta à era dourada das viagens marítimas e inclui um código de vestimenta que lhe será mais fácil seguir do que ignorar. A escolha da roupa certa é crucial para que na altura do embarque e durante a sua estadia em ‘alto-mar’ se sinta bem e integrado no ambiente.

Há muita informação que pode ler sobre o tema mas também alguns filmes que distorcem a realidade, por isso, tenha em atenção que o vestuário colocado nas malas de viagem irá divergir muito de cruzeiro para cruzeiro. Se for, por exemplo, para as Caraíbas, o vestuário adequado será muito diferente do que se for para países nórdicos.

Para o dia-a-dia deverá pensar em vestir uma roupa cómoda. As mulheres podem esquecer os saltos altos e os homens os fatos! Contudo, haverá também alturas, nomeadamente algumas noites de gala, em que deverá utilizar o seu melhor vestido, usar alguma joia e um bonito penteado. O mesmo para os senhores que também se deverão vestir a rigor.

Para que nada falhe, não se esqueça de se inteirar do programa, caso esteja disponível antes da sua viagem, para que saiba o que colocar na bagagem, nomeadamente da existência de festas temáticas que aconselham a utilização de determinada cor numa peça de vestuário.

Como estar à mesa

Fabricia Nara

Antes de mais, saiba que na hora do jantar a partilha de mesa é algo que poderá acontecer.

Mesa para dois é algo extremamente raro e para que tal suceda deverá, com muita antecedência, ao reservar o seu cruzeiro, falar também sobre esta questão.

Se for em lua-de-mel, se fizer anos de casado, ou se tiver alguma outra boa razão, poderá ter alguma hipótese de conseguir!

Normalmente as mesas são para oito pessoas, portanto a sua etiqueta à mesa será altamente posta à prova.

Os talheres

Quando nos sentamos à mesa, numa ocasião de maior formalidade, a quantidade de talheres com que nos deparamos podem por momentos deixar-nos confusos.

Para que as dúvidas fiquem de lado e não haja espaço para hesitações a solução é pensar que a ordem é ‘de fora para dentro’, ou seja, começamos sempre por utilizar os talheres que se encontram mais distantes do prato.

Numa mesa podem encontrar-se desde uma só faca e um garfo, até três ou quatro talheres de cada lado (entrada, sopa, primeiro prato, segundo prato). Esteja preparado para qualquer situação.

Os pratos

Os pratos não apresentam qualquer grau de dificuldade. Em primeiro lugar encontra-se o prato de sopa e posteriormente os pratos rasos.

A única particularidade é a possível existência de marcadores, entre pratos, cuja função é meramente decorativa e de evitar a passagem de calor para a mesa.

Os copos

Na verdade, existe basicamente um copo para cada bebida, como tal a possibilidade de situações é diversa.

Quando existe apenas um copo trata-se de um copo comum, o qual será utilizado para qualquer que seja a bebida.

Quando existem dois copos, um para a água e outro para o vinho, estes distinguem-se, pois por norma o copo de água é maior que o do vinho.

Três ou mais copos, por norma são utilizados distintamente para a água (copo grande e com bordo aberto), para o vinho tinto (mais pequeno que o anterior e com bordo fechado), para o vinho branco (muitas vezes servido em flute) e para licor (copo pequeno, baixo e em forma de pêra).

O guardanapo

O guardanapo deve desdobrar-se de forma discreta e coloca-se sobre o colo. Caso este seja de dimensões consideráveis deverá ser dobrado ao meio sobre o colo.

Não coloque o guardanapo ao pescoço, apenas às crianças tal é permitido e deverá ser utilizado para limpar os lábios antes e depois de beber.

Quando faz uma pausa na refeição, ou se necessitar de se levantar, coloque o guardanapo do lado direito do prato, sem o dobrar.

Ao terminar a refeição aplica-se a regra mencionada para situações em que faça uma pausa, ou seja deixar o guardanapo pousado do lado direito do prato, mantendo-o enrugado, sem necessitar de o dobrar.

Gorjeta

Fritz & Frida

Nos cruzeiros é normal pagar bastante mais que o preço tabelado para qualquer produto, como por exemplo pelas bebidas. Normalmente dá-se a dita gorjeta ao garçom ou ao mordomo.

Para facilitar a vida às pessoas que por vezes não sabem o que fazer ou que valor dar e não querem parecer diferentes dos demais passageiros, várias linhas de cruzeiro incorporaram já dicas para as tarifas a pagar.

Caso este não seja o caso do seu navio, esta questão poderá causar-lhe algumas dúvidas e uma certa preocupação. Deste modo, procure informar-se acerca do seu cruzeiro para que saiba previamente o que fazer e não seja surpreendido.

Saiba se há alguma percentagem que tem que pagar, por exemplo ao comissário de bordo, ao garçom ou ao seu assistente de bordo. Por vezes podem aparecer pequenos envelopes na receção ou na sua cabine a explicar quanto e a quem deve pagar.

Contudo estes pagamentos ‘extra’ não são obrigatórios em todos os cruzeiros.

Tenha a atitude certa no momento certo

Teve um dia repleto de atividades, já está cansado, mas ainda quer ir ver o espetáculo da noite? Numa situação destas seja prudente e opte por se sentar num lugar mais recatado. Como tal exclua de imediato a primeira fila.

Esta é uma atitude preventiva para que durante o espetáculo não corra o perigo de estar constantemente a bocejar ou acabando por dormitar por alguns segundos.

Quando se sentir capaz de estar suficientemente desperto, aí sim, aproveite as filas da frente e demonstre todo o seu entusiasmo para com o espetáculo.

Nunca se esqueça de aplaudir e sorrir, pois só assim reconhecerá a qualidade e o valor dos artistas.

Navegue e aprecie a calmaria do oceano

Emmanuel.Jr

Aproveite o seu cruzeiro e desfrute das maravilhas do por do sol em alto mar, onde o céu e o oceano parecem um só.

Usufrua ao máximo desta pequena cidade que tem à sua disposição tudo o que necessita para momentos de grande diversão e repouso, aliados à descoberta de novas culturas nos cais onde atracar durante a sua viagem.

Conte-nos qual a situação mais divertida que lhe aconteceu numa viagem de cruzeiro e diga-nos também quais as regras de etiqueta que acha essenciais durante a estadia num cruzeiro!

Se já fez viagens de cruzeiro não hesite em deixe-nos as suas dicas!

Texto escrito de acordo com o novo acordo ortográfico.

Tags: , , , , , , , , , ,

Deixe-nos o seu comentário

Terá que preencher todos os campos obrigatórios. Utilize palavras adequadas. O seu e-mail não será publicado.

Poderá utilizar Gravatar.

Poderá utilizar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Obrigado pela sua visita!
Não quer subscrever a nossa newsletter? É grátis!
guia + viagens - Receba no seu e-mail ideias e inspiração para as suas viagens.
Não mostrar mais