24/01/2017

8 Dicas para Evitar ser roubado nas Férias

Publicado em 30/07/2012 por em Dicas de viagem

nubigena

Imagine a sua família feliz a comprar gelados num lugar cheio de azáfama: os transeuntes a discutirem, o pai à espera nas proximidades, o filho de nove anos e de cinco a dizer-lhe quais os sabores que querem, enquanto que o de quatro anos muda de opinião várias vezes…resumindo, passa a ser um alvo fácil para ser vítima de roubo. Roubo à distância de um profissional atento, especialista que com um toque leve consegue obter o que deseja. Por isso, neste artigo vamos falar-lhe sobre como se precaver deste tipo de situações.

 

Claro que pode acontecer em qualquer lugar, não é algo exclusivo de lugares confusos, mas é sobretudo quando nos aventuramos para terras estrangeiras que nos destacamos como “turistas”, e assim passamos a ser alvos fáceis, de ladrões experientes.

E nesses lugares, as suas preocupações deverão ser ladrões de carteiras e o trânsito confuso.

Por isso, aqui estão algumas dicas e cuidados que deverá ter para evitar, enquanto viajante, ser roubado.

Evite locais pouco movimentados

Opte por ficar seguro, preferindo as ruas povoadas e evitando locais mal frequentados e bairros perigosos.

Alguns ladrões trabalham aos pares

Por vezes, os ladrões trabalham em pares: um irá distrai-lo, enquanto que o outro executa o roubo.

Imagine que tem a carteira na mesa, e alguém lhe pergunta as horas de lado. Facilmente outro se aproxima por outro lado e num milésimo de segundo rouba-lhe a carteira sem que dê conta.

Separe os valores

Laura Pereira

Não coloque todos os seus valores na mesma bolsa. Mesmo os hotéis económicos têm um lugar para os guardar. E evite as carteiras de levar ao pescoço. São úteis, mas essencialmente anunciam “roubem-me! Todo o meu material valioso está aqui!”.

Se a sua carteira está em falta e a deixou num restaurante ou hotel, as hipóteses são de que ela se perdeu para sempre. O importante é que não leve sempre consigo todo o dinheiro que tem e apenas o suficiente para um dia.

Separe seus documentos, colocando o passaporte num bolso, 1/3 de seu dinheiro no outro…

Faça cópias dos documentos importantes

Além disso, faça fotocópias de documentos importantes, tais como passaportes e guarde-os separadamente.

Faça duas cópias do seu itinerário, os bilhetes de avião e informações vitais, incluindo a página de informações do seu passaporte, carta de condução e o seu bilhete de identidade.

Além disso, guarde os seus números de bilhete de avião, cartão de crédito, e os números de telefone dos emissores dos cartões do banco, cartões de crédito, e cheques de viagem. Assim, se perder algum desses itens na viagem, basta telefonar aqueles números a relatar a sua perda imediatamente.

Deixe uma cópia de cada um desses itens com um amigo em casa e leve a segunda cópia consigo e coloque num cofre, separado dos originais, enquanto viaja.

Fazer um seguro adequado

Certifique-se de que você tem um seguro adequado, tendo em atenção às franquias. Sim, aquelas letras pequeninas nos contratos. Estas poderão fazer toda a diferença, se o seguro se justifica ou não.

O roubo de um computador portátil poderá ser coberto pelo seguro, se o computador for usado para fins comerciais, durante a viagem. A sua utilização nestes casos geralmente requer uma cobertura especial (e mais cara).

Cópias de segurança

Faça também cópias de segurança das suas fotos e vídeos: é claro, que nenhum seguro poderá trazer de volta as lembranças perdidas da máquina de filmar, por isso, faça backups de todos os ficheiros.

Posso ser seu amigo?

Marcelo Martins Diamond

São impressionantes as conversas que podem surgir com “os locais”, e é sem dúvida, um dos verdadeiros prazeres de viajar para novos países.

Cuidado, porém, em ser demasiado amigável: cuidado com os aqueles homens de ar amigável que abundam nos locais onde os turistas chegam, e que lhe oferecem um táxi livre para dar um passeio, ou quem sabe conhecem uma loja ótima para comprar jóias… poderá resultar em situações que passe a estar sob forte pressão para fazer uma compra que incluirá uma comissão para o prestável recém-conhecido.

Ser enganado num táxi

nomecanso

Há provavelmente centenas de formas de ser enganado num táxi num país estrangeiro, mas o ponto mais simples e essencial é certificar-se sempre de que o táxi vai usar o taxímetro – e que o taxímetro está definido no zero quando chegarmos ao carro.

Também é bom ter uma ideia da nossa rota, para não irmos 20 quilómetros a mais do caminho normal.

Mas, não fique muito chateado se acabar por pagar muito mais do que é suposto por um táxi, no seu dia de chegada. Veja o primeiro dia como um dia de aprendizagem.

Em resumo

Se estiver a pensar apenas aventurar-se pela Europa, Indonésia, ou até um passeio de carro de dois dias: é sempre bom estar ciente dos riscos e tomar precauções. Mas não se esqueça de relaxar e aproveitar a viagem.

Isso será a parte mais importante de todas as férias. Tomar precauções, estar atento, mas fazer o que é suposto fazer: divertir-se e descansar.

Texto escrito de acordo com o novo acordo ortográfico.

Tags: , , , , , , ,

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dicas de viagem para mulheres: Mantenha-se segura enquanto viaja | guia + viagens - 22/11/2012

    […] segurança. Se viajamos em família ou num grupo, estamos sempre mais protegidos e menos sujeitos a determinados perigos. No entanto, se é mulher e se vai viajar sozinha para o estrangeiro tenha muita atenção ao que a […]

Deixe-nos o seu comentário

Terá que preencher todos os campos obrigatórios. Utilize palavras adequadas. O seu e-mail não será publicado.

Poderá utilizar Gravatar.

Poderá utilizar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Obrigado pela sua visita!
Não quer subscrever a nossa newsletter? É grátis!
guia + viagens - Receba no seu e-mail ideias e inspiração para as suas viagens.
Não mostrar mais