Lisboa é a cidade ibérica com mais hostels (mas é superada em receitas geradas)

A capital portuguesa é a cidade ibérica com maior número de hostels (93), superando Barcelona (81), Madrid (48) e Porto (36), revelou um novo estudo.

Os números são da consultora britânica Christie que analisou a oferta de hostels em dez cidades da Península Ibérica, sendo citados esta semana pelo Jornal Económico.

Lisboa é a campeã no que toca a hostels, mas é a cidade de Barcelona que tem o maior número de camas nestas unidades. A cidade catalã tem uma oferta de 8.283 camas, contra as 5.900 de Lisboa, que a colocam na segunda posição.

Segue-se Madrid (5.614), Porto (2.048) e Sevilha (1.680)

No que toca a receita gerada por cama disponível (RevPAB), as cidades espanholas pulverizam as portuguesas. Os hostels de Barcelona geram um RevPAB entre 16 e 21 euros, enquanto os de Madrid geram receitas por cama de 15 a 20 euros.

Porto e Lisboa têm valores mais baixos, descendo para um intervalo de 12 a 17 euros.

“A oferta de hostels em Lisboa é relativamente recente, com a maior parte das propriedades a estarem abertas há cinco ou seis anos”, observa por a Christie, dando conta que as unidades são mais pequenas face a Barcelona, com 60 a 70 camas cada em média.

Analisando a tipologia das unidades, Lisboa tem 74% de design hostels, 21% de hostels low cost e 5% de hostels temáticos.

A consultora britânica aponta ainda que design hostels são unidades com “instalações modernas, mobília e elementos decorativos de elevada qualidade e design. Habitualmente, oferecem grandes instalações de lazer e de alimentação”.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here