No México, está a nascer o primeiro bairro com casas impressas em 3D

A primeira comunidade do mundo com casas impressas em 3D foi criada no estado de Tabasco, a sul do México. Até agora, foram construídas duas das 50 casas que se planeia criar.

A iniciativa é da organização New Story, juntamente com a empresa de tecnologia 3D Icon e a fundação Échale México.

As casas têm 46 metros quadrados, paredes curvas e ventilação para garantir o fluxo de ar por causa das altas temperaturas da região. Cada habitação inclui dois quartos, uma sala, uma cozinha e uma casa de banho.

O design de cada casa foi feito em função dos comentários das famílias que a receberão, de acordo com um comunicado emitido pela New Story.

As casas foram construídas com a impressora Vulcan II da Icon, que extruda cimento através de um bico, camada por camada, para completar as estruturas básicas das casas. O processo demora cerca de 24 horas.

De acordo com o New Atlas, os telhados, janelas e portas são adicionados manualmente às casas pelos trabalhadores da Fundação Échale México.

As construções foram feitas tendo em consideração o facto de a área ser sísmica. Portanto, foram projetadas “acima dos requisitos de segurança padrão, incluindo bases sólidas para garantir que os lares durem várias gerações”, afirmou a organização.

Localizado ao longo do Golfo do México, Tabasco é um centro para a indústria de petróleo do México e tem a maior média de chuvas no país. Tem uma grande população indígena, muitos dos quais vivem na pobreza, apesar das receitas de petróleo do estado. A renda mediana mensal das famílias que moram na comunidade é de 76,50 dólares (cerca de 68 euros).

Segundo os criadores, as casas foram construídas “para atender às necessidades específicas da comunidade” e são voltadas para pessoas em extrema pobreza, que atualmente vivem em abrigos improvisados. “Esta impressora, projetada para atender à escassez de moradias para populações vulneráveis, é a primeira deste género”, segundo a New Story.

“As famílias selecionadas para esta comunidade – de mais de 500 entrevistados – são as 50 famílias com as maiores necessidades financeiras e físicas. A maioria é de uma população indígena que historicamente foi deixada de fora dos programas do governo”, explicou a New Story.

As famílias beneficiárias receberão as suas habitações com uma hipoteca de juros zero e lucro zero, que custará cerca de 400 pesos mexicanos (cerca de 19 euros) por mês, que terão que pagar durante sete anos. As famílias mudar-se-ão para as casas quando forem todas concluídas em 2020.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here