Machu Picchu: a cidade perdida dos Incas, e encontrada no Peru

Foto panorâmica de Machu Picchu.

Jason Pearce

“A cidade perdida dos Incas”, Machu Picchu, é para muitos dos que visitam o Peru, ou até a América do Sul, de passagem obrigatória e a cereja no topo do bolo da viagem por aqueles lados. E não é para menos, já que detém a categoria de Património Mundial, atribuído pela UNESCO, sendo um dos locais arqueológicos mais conhecidos do planeta.

Foto panorâmica de Machu Picchu.

Epsilon31

Machu Picchu (em quíchua Machu Pikchu, “velha montanha”) é uma cidade pré-colombiana bem conservada, localizada no topo de uma montanha a 2400 metros de altura, no vale do rio Urubamba, atualmente Peru, e que permaneceu praticamente esquecida até os inícios do século 20.

Foi construída no século XV sob as ordens de Pachacuti e trata-se, provavelmente, do símbolo mais típico do Império Inca.

Foto do The Sacred Valley, Machu Picchu, Peru.

Mathew Knott

A disposição dos prédios, a excelência do trabalho e o grande número de terraços para agricultura são impressionantes, podendo-se perceber a grande capacidade que aquela sociedade tinha.

No meio das montanhas, os templos, as casas e cemitérios estão distribuídos de forma organizada, e que segundo a história Inca, tudo foi planeado dessa forma, para garantir a passagem do deus sol.

O local foi elevado à categoria de Património mundial da UNESCO, tendo sido alvo de preocupações devido à interação com o turismo, e por ser um dos pontos históricos mais visitados do Peru.

Quanto à sua origem, existem diversas teorias sobre os propósitos que levaram à sua construção, mas a mais aceite diz que foi com o objetivo de supervisionar a economia das regiões conquistadas, e que ao mesmo tempo servisse de refúgio secreto ao soberano Inca e, ao seu séquito mais próximo, no caso de ataque.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here