A ilha de Santa Helena está à procura de um novo Napoleão

A ilha de Santa Helena, onde Napoleão Bonaparte terminou os seus dias, está a iniciar as comemorações do bicentenário da sua morte, que se assinala em 2021.

O imperador francês, derrotado na histórica batalha de Waterloo, foi exilado numa pequena ilha na costa atlântica de África: Santa Helena. Napoleão Bonaparte chegou ali a 15 outubro de 1815 e viveu lá os seus últimos seis anos de vida.

Apesar de não ter sido o único habitante da ilha, foi, certamente, o mais célebre. Por esse motivo, ainda hoje as autoridades de Santa Helena exploram a imagem de Napoleão, em prol do turismo.

Segundo o The Guardian, a ilha está agora a oferecer um “Bona-part-time”. As autoridades locais publicaram no Twitter um anúncio que diz: “O Turismo de St. Helena procura uma pessoa do sexo masculino disposta a atuar como imitador de Napoleão para aparecer em eventos ao longo das celebrações do bicentenário. Espera-se do candidato adequado que funcione como embaixador de St. Helena e sobretudo do bicentenário”.

O cargo não é pago e as autoridades vão dar primazia aos habitantes da ilha, uma vez que não é para ser desempenhado todos os dias.

O anúncio esclarece que a pessoa em causa “deve estar disponível para todos os futuros eventos em 2019, 2020 e 2021, ter boa apresentação e a capacidade de engajamento com indivíduos de todos os níveis, em especial dignitários. As pessoas interessadas devem contactar Sophia Joshua”.

Sophia Joshua é a responsável do turismo local e já adiantou, segundo o Expresso, que já existe um fato disponível para o efeito e um chapéu bicórnio, em tempos usados por outro imitador que, entretanto, deixou a ilha.

Os interessados podem candidatar-se, com a nota de que o primeiro evento será já no próximo dia 15 de outubro, dia de celebração da chegada de Napoleão – o original – à ilha.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here