Jeff Bezos quer turistas no espaço já em 2019

(dr) Blue Origin

Jeff Bezos ao lado do Shepard, da Blue Origin

“Estou confiante.” O CEO da Amazon, Jeff Bezos, quer que o início das viagens turísticas ao espaço seja marcado já para 2019.

A Jeff Bezos não lhe chega ser rei das vendas do comércio eletrónico. O presidente executivo da Amazon que ultrapassar os rivais Richard Branson, da Virgin Galactic, e Elon Musk, da SpaceX, no ramo do turismo espacial.

A Blue Origin, a companhia de foguetões que Bezos considerou ser o seu projeto “mais importante”, está completamente focada em tornar possível o envio de passageiros que desejem viajar até ao espaço para fins turísticos já no próximo ano.

Estava confiante que pudesse acontecer ainda em 2018. Reforço à equipa que não é uma corrida. Eu quero que este seja o veículo espacial mais seguro alguma vez feito”, disse Bezos esta segunda-feira, durante a Wired Summit, em São Francisco, citado pelo Observador.

Ainda assim, 2019 parece ser uma data que faz com que Jeff Bezos se sinta confortável para avançar nesta loucura do turismo espacial, uma vez que a Blue Origin construiu uma nova cápsula espacial, capaz de transportar seis passageiros – a New Shepard.

Autónoma e sem supervisor, esta cápsula pode vir a tornar o sonho de muitos turistas serem astronautas por um dia realidade. “Os turistas terão um ou dois dias de treino de astronauta. Creio que não seja necessário mais que um dia de treino para ir ao espaço”, explica Bezos.

A Blue Origin, que fez um contrato com o Governo norte-americano para poder participar na criação de foguetões para o lançamento de satélites na órbita da terra, te demonstrado que as suas ambições vão mais além do que o turismo espacial, pretendendo manter esta relação de proximidade com o Governo dos Estados Unidos.

“Se as grandes companhias de tecnologia não cooperarem com o Governo americano, o país ficará em sarilhos“, concluiu Jeff Bezos, numa entrevista à Recode.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here