O país com mais edifícios tortos da Europa mora aqui ao lado

A Itália é o país com maior número de torres inclinadas, mas é na Alemanha que elas são mais tortas, de acordo com a Rádio Renascença.

A inclinação da torre de Pisa, em Itália foi corrigida em cerca de 40 centímetros. É o suficiente para tornar esta atração turística estável durante, pelo menos, 300 anos. A inclinação deve-se ao terreno instável onde foi erguida. A tal ponto que a construção teve de ser interrompida depois de concluído o terceiro andar.

Seguiram-se 100 anos de pausa que acabaram por contribuir para a estabilização do edifício e prosseguir com a construção. Mas a inclinação nunca desapareceu e até aumentou, de acordo com a RR.

A Torre de Pisa é um daqueles casos que parece confirmar o provérbio que diz que o que “nasce torto tarde ou nunca se endireita” – ou quanto mais se mexe mais se estraga.

Em 1918, o desvio da vertical ultrapassava cinco metros num edifício com 56 metros de altura e mais de 14 mil toneladas. Entre 1984 e 2001 a Torre de Pisa esteve fechada para obras. Foi preciso trabalhar 17 anos para que o monumento reabrisse 40 centímetros menos torto.

Mas este não é caso único em Itália. A torre da Igreja de San Martino di Burano, também conhecida como a “torre embriagada”, tem uma inclinação ainda mais acentuada do que a da torre de Pisa. Fica em Veneza, que encolhe 23 centímetros por década.

Na verdade, o país em forma de bota apresenta a maior densidade de edifícios tortos. Só que a Alemanha é o país onde as torres são ainda mais tortas: na cidade de Suurhusen há uma torre com 27 metros de altura que, de acordo com o livro de recordes do Guiness, é a mais inclinada do mundo, com mais de 5 graus de desvio.

O mesmo acontece com a torre da igreja de Bad Frankenhausen, abandonada há praticamente 60 anos: 4,5 metros de inclinação e a caminhar rapidamente para um possível colapso.

Nem o famoso Big Ben escapa desta lista: tem meio metro de desvio entre a base e o ponto mais alto. Alguns especialistas avisam que o Tower Clock inclina-se 0,9 milímetros por ano. A explicação reside na instabilidade dos terrenos em todos os casos.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here