Voar nunca foi tão seguro, garante a Estatística

Jetstar / Flickr

Voar em companhias áreas comerciais nunca foi tão seguro, garante um estudo levado a cabo por um professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que monitoriza o número de mortes de passageiros de todo o mundo.

De acordo com os números apresentados, entre 2008 e 2017, as mortes de passageiros de companhias aéreas diminuíram significativamente.

Atualmente, e a nível global, a taxa é agora de uma morte para cada 7,9 milhões de embarques de passageiros, comparativamente com uma morte para 2,7 milhões entre 1998 e 2007 e uma morte para cada 1,3 milhões no período entre 1988 e 1997.

Recuando ainda mais no tempo, o risco de morte durante um voo numa companhia aérea comercial era de uma morte para cada 750.000 embarques entre 1978 e 1987 e uma morte para cada 350.000 entre 1968 e 1977. Com o passar do tempo, as taxas de mortalidade foram diminuindo de forma significativa, assinala o novo estudo, que foi esta semana publicado na revista Transportation Science.

“O risco global de morrer num acidente de aviação diminui num fator de dois a cada década”, explicou Arnold Barnett, único autor do estudo, citado em comunicado.

“Não só continuou na última década, mas a melhoria da década mais recente está mais próxima de um fator de três. O ritmo de melhoria não abrandou, mesmo quando os voos se tornaram mais seguros (…) Estes números são realmente impressionantes e é importante que as pessoas tenham isto nas suas mentes”, rematou.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here