Macau – um destino apaixonante e cultural

Macau é uma cidade multicultural, com 29,2 km² de área e população de 560 mil habitantes. São cerca de 94% chineses e 6% de descendentes de portugueses e outros grupos asiáticos. Em chinês, Macau é chamada de Aomen, que pode ser entendido como “porta da baía”.

Localiza-se a oeste do delta do Rio das Pérolas, sudeste da China, adjacente à província de Guangdong. Inclui a península de Macau, as ilhas de Taipa e de Coloane. A cidade ainda guarda muito da cultura europeia, como na arquitetura e culinária.

Junto com o chinês, o português é uma língua oficial em Macau, apesar de pouco falada. Nos últimos anos, vem desfrutando de elevado crescimento económico, devido à expansão do turismo.

Macau é o único lugar na China onde os casinos são permitidos e surgiu devido ao governo Chinês considerar que o seu vasto território necessitava de uma área para atrair mais turismo e satisfazer as necessidades da população que era das que mais jogava jogos de casino como póquer ou roleta online.

O maior casino do mundo, o Venetian Macao, fica lá em virtude disso mesmo. De uns anos para cá, a região vem tentando diversificar seu apelo turístico para além das apostas e já conseguiu entrar no circuito de grandes estrelas internacionais.

Os cerca de 600 mil habitantes de Macau se espalham por uma área de apenas 29 quilómetros quadrados, o que torna a cidade uma das mais densas do mundo. Desde 2008, o governo local dá subsídios (US$ 1.200 em 2014) para aliviar os gastos crescentes dos moradores locais, mas assim como na vizinha Hong Kong, a falta de democracia continua uma fonte de tensões.

carregue no play para ver fotos

Em maio de 2014, milhares de macaenses tomaram as ruas no maior protesto desde a volta do controle chinês e conseguiram impedir a passagem de uma lei que garantiria benefícios generosos para oficiais de alta patente do governo.

Também há ansiedade com as perspetivas de desaceleração da economia chinesa e com a cruzada anticorrupção do governo Xi Jinping, que já está mexendo com outras partes do mercado de luxo.

Culturalmente, Macau caminha para enterrar definitivamente seu passado português. A língua ainda é uma das oficiais, mas é falada por poucos habitantes. A influência permanece na culinária e em alguns toques da paisagem urbana, como azulejos, calçadas em mosaico e fachadas coloniais.

Uma joia asiática com raízes portuguesas praticamente do outro lado do mundo mas com o mais tradicional e rico que a cultura tradicional asiática oferece. Sem dúvida um destino apaixonante e cultural que vale a pena ser visitado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here