Aldeia francesa proíbe habitantes de “morrer em suas casas aos sábados, domingos e feriados”

SXC

A presidente da junta de La Gresle, Isabelle Dugelet, assinou um decreto improvável que impede que os habitantes da aldeia francesa de morrer em casa aos fins de semana e feriados.

“É proibido que os habitantes morram nas suas casas no território municipal aos sábados, domingos e feriados, por tempo indeterminado”, adianta o documento assinado.

Os cerca de 850 habitantes da aldeia francesa só podem morrer de segunda a sexta-feira. Segundo Isabelle Dugelet, presidente da junta de La Gresle, refere, no entanto, que tudo tem por trás um forte motivo: a dificuldade de encontrar um médico na aldeia durante as férias e o fins de semana.

No passado dia 1 de dezembro, um domingo, um habitante faleceu morreu na aldeia francesa durante a manhã. Para executar todos os procedimentos que uma morte implica, era preciso que um médico assinasse os documentos que oficializavam a morte. Dugelet refere que demorou cerca de duas horas e meia para encontrar um.

A responsável indicou que o documento procura demonstrar “o absurdo de um sistema ao qual a presidente da junta responde com um decreto também absurdo“.

“Se os problemas para obter um médico são cada vez mais críticos, agora será necessário escolher a hora da morte ou escolher a maneira pública pela qual o Serviço de Atendimento Médico de Emergência tem a obrigação intervir”, disse Isabelle Dugelet citada pelo RT.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here