Montejunto, um paraíso natural a uma hora de Lisboa

Master-D

Sabia que há destinos muito perto de Lisboa que não pode deixar de conhecer? Principalmente se faz do turismo a sua profissão.

Esta é uma atividade exigente mas muito motivadora. Por isso, os profissionais de turismo devem apostar cada vez mais na sua formação pessoal e profissional por forma a prestar o melhor acolhimento a quem o procura. Nas formações da área do turismo na Master D essa premissa é sempre tida em conta.

Um destino a não perder é a serra de Montejunto. Esta serra fica localizada em pleno coração da Região Oeste, sendo considerada a varanda natural do Oeste e é uma área protegida de âmbito regional.

Este cantinho, onde reina a natureza, mistura-se com o património natural e edificado, tendo o seu ponto mais alto 666 metros. No ponto mais alto deste lugar, único e mágico, é possível avistar em dias claros locais tão distantes como as ilhas das Berlengas, o Cabo Carvoeiro, as lezírias de Santarém, entre outros locais incomparáveis.

Com um clima “tropical”, a serra de Montejunto integra o sistema montanhoso Montejunto-Estrela, sendo uma região muito calcária. Uma das características deste lugar é a ausência de cursos de água de forma permanente.

A fauna e a flora são um dos atrativos mais importantes deste local, onde nidificam mais de 75 espécies, sendo que 10 se encontram em vias de extinção, nomeadamente a águia perdigueira hieraeetus fasciatus, o andorinhão-real apus melba e o bufo-real bubo bubo.

Master-D

Os visitantes podem ainda encontrar cerca de 400 espécies diferentes de plantas.

No cimo da serra de Montejunto está edificado um dos seus ex-libris, a Capela de N.ª Sra. das Neves, um local de romaria no dia 5 de agosto desde os tempos medievais. Esta capela é de grande simplicidade e a imagem da sua padroeira data do século XVI. Atualmente ainda é possível observar um painel de azulejos alusivo à história da ordem dos dominicanos.

Junto a esta capela existem ainda ruínas do primeiro convento da Ordem de São Domingos em Portugal, sendo esta edificação datada do século XIII.

Outro ponto de atração é a Real Fábrica do Gelo (monumento nacional), sendo um marco da arqueologia industrial, a sua estrutura torna este edifício único em Portugal e até mesmo na Europa.

A fábrica era responsável pelo abastecimento de gelo para a corte e para a capital do reino, tendo terminado a sua atividade nos finais do século XIX.

Master-D

As colinas são coroadas com um vasto número de moinhos de vento, um dos exemplos é o moinho do Penedo dos Ovos, edificado no século XX, com a principal função de moagem de trigo para abastecer as aldeias serranas.

Quem visita este paraíso natural pode ainda realizar um conjunto de atividades, como percursos pedestres, asa delta (sem motor), escaladas, espeleologia, observação astronómica, observação de aves e parapente, sendo sempre recomendado receber indicações para as boas práticas junto do Centro de Interpretação Ambiental da Paisagem Protegida da Serra de Montejunto.

Para terminar a visita, pode sempre usufruir de uma refeição leve no Bar da Serra, localizado no parque de merendas dos Castanheiros e pode ainda passar uma noite tranquila em pleno coração da serra de Montejunto no Alojamento Local “Montejunto Villas”. Se preferir, pode pernoitar no Parque de Campismo Rural.

Para além do Montejunto, há muitos outros destinos a visitar em Portugal que vão surpreendê-lo e onde pode disfrutar da natureza e da tranquilidade.

André Cordeiro // Master D

André Cordeiro é Técnico Superior de Turismo e Património, e-Tutor
e responsável pela escola de Hotelaria e Turismo Master D.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here