As primeiras câmaras do mundo a detetar condutores ao telemóvel chegaram à Austrália

A utilização do telemóvel durante a condução é um dos principais problemas para a segurança rodoviária. Agora, na Austrália, um novo sistema quer ajudar a detetar a sua utilização.

Smartphones e condução são incompatíveis, pelo menos no que diz respeito à segurança rodoviária. As chamadas já não configuram uma grande ameaça, mas as aplicações tornam estes equipamentos muito apetecíveis, mesmo na hora da condução – o que pode ser um verdadeiro problema.

O governo local da região de New South Wales, na Austrália, teve uma ideia para tentar combater esta ameaça. Por isso, decidiu começar a utilizar câmaras com Inteligência Artificial (IA) que detetam condutores ao telemóvel.

Segundo o Russia Today, este novo sistema recorre à tecnologia para analisar fotografias captadas automaticamente. A Inteligência Artificial é utilizada para determinar se o condutor está a utilizar um smartphone durante a condução.

A IA é também responsável por filtrar as imagens do arquivo. Depois, um analista – desta vez, humano – despista os falsos positivos.

As câmaras serão instaladas em estradas públicas. Durante os primeiros três meses desta iniciativa, os condutores apanhados ao telemóvel vão ser alvos de um aviso. Depois, as infrações serão multadas com um valor mínimo de 233 dólares (cerca de 210 euros) e um máximo de 309 dólares (cerca de 279 euros).

Ainda assim, em ambos os casos serão subtraídos entre cinco a 10 pontos da carta de condução do condutor infrator.

As autoridades australianas estão convictas de que este novo sistema permitirá reduzir o número de incidentes provocados por uso indevido de telemóvel durante a condução. Aliás, segundo o Sapo Tek, as autoridades já levaram a cabo um teste que permitiu auferir que o sistema pode diminuir as incidências em cerca de 100 acidentes graves por cada cinco anos.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here