Descubra Melgaço…o destino de Natureza Mais Radical de Portugal!

(h)

Melgaço é um destino de natureza por excelência, com características geográficas e geológicas que lhe concedem uma posição de destaque de entre todos os subdestinos do Porto e Norte de Portugal, onde é possível praticar os desportos de rio e montanha mais exigentes, durante todo o ano.

Situado na Área Protegida mais importante de Portugal, o Parque Nacional da Peneda-Gerês, e integrado na Reserva Mundial da Biosfera, Melgaço é uma terra que celebra a vida e tudo o que ela tem de bom para o corpo e para o espírito.

São muitas as alternativas para se viverem fantásticos momentos: sejam eles gastronómicos, radicais, em volta da natureza e mesmo da cultura e património. O Rio Minho (Rede Natura), o PNPG, a deliciosa gastronomia e o saboroso alvarinho, sem nunca faltar momentos de puro relaxamento no seio da natureza, são excelentes cartões de visita para um convite a Melgaço.

Com 238,25 km² de área e 9 213 habitantes (2011), subdividido em 13 freguesias, o município é limitado a norte e leste pela região da Galiza. Divide-se em duas zonas diferentemente encantadoras: a Ribeirinha e a de Montanha, formando um conjunto harmonioso, de portas abertas para ser descoberto.

Região verdejante, tipicamente minhota, de forte e fértil vegetação, Melgaço orgulha-se do seu bonito património histórico, cultural e arquitetónico, inserido no maravilhoso Parque Nacional da Peneda-Gerês. É uma terra rica em tradições, histórias, lendas e testemunhos de vivências passadas e detentor de uma rica e saborosa gastronomia.

Monumentos, pontes, Igrejas, brandas, moinhos, fornos comunitários, eiras, levadas e vários testemunhos arquitetónicos pontuam a paisagem, testemunho do legado histórico e cultural desta harmoniosa região. Da ribeira ao planalto podemos viajar no tempo e guardar para sempre recordações de tempos imemoriais. Costumes e raízes ancestrais convivem em harmonia com a modernidade.

O concelho está dotado de modernos equipamentos públicos e privados que proporcionam a quem o visita momentos únicos, experiências marcantes e imagens inesquecíveis.

Gastronomicamente saboroso, Melgaço é um destino obrigatório para apreciadores e especialistas gastronómicos. Aqui sobrevivem usos e costumes que conferem aos produtos locais características de requintado e irresistível sabor.

A cozinha tradicional desta região é simples mas de grande qualidade, havendo uma relação direta entre os ingredientes colhidos na região e os pratos típicos tradicionais.

Provar o pão de Castro Laboreiro, o fumeiro tradicional, a lampreia, o cabrito… e, claro, viver o momento alto da gastronomia local na Festa do Alvarinho e do Fumeiro de Melgaço. Experiências inesquecíveis e marcantes!

Pontos de Interesse

CASTRO LABOREIRO

Castro Laboreiro é uma das aldeias mais emblemáticas do Parque Nacional da Peneda Gerês, resultado do isolamento que sofreu no passado, o qual permitiu que chegassem intactos nos nossos dias, aspetos do património histórico e cultural da aldeia, como a arquitetura, a paisagem e o modo de vida das suas gentes, ainda hoje marcado por um forte espírito comunitário.

Localizada no cimo da montanha, a mais de mil metros de altitude, levou a que os castrejos defendessem os seus costumes, e tradições de todas as influências estranhas, e que ainda hoje persistem.

Uma dessas tradições é a das inverneiras e das brandas. Em meados de dezembro, com a chegada do frio e dos nevões, as populações de Castro Laboreiro pegam nas suas roupas, utensílios caseiros e de lavoura e ‘tangendo o gado, migram em massa para os vales, onde possuem uma segunda casa e uma segunda aldeia.’ (Rocha, 1993, p. 127). E ficam nas Inverneiras, abrigados do frio, até meados de março.

BRANDA DA AVELEIRA

A Branda da Aveleira, uma das muitas brandas existentes nas zonas mais altas da região, é utilizada desde o século XII, na altura da primavera e do verão, como branda de pastoreio.

Localizada nas imediações do PNPG, nos limites dos concelhos de Melgaço, Monção e Arcos de Valdevez, era para aqui que, todos os anos, na altura mais quentes do ano, os brandeiros subiam com os seus rebanhos, deixando os terrenos situados a altitudes mais baixas disponíveis para o cultivo do milho e do feijão. Facilmente afiguramos estes campos verdejantes apinhados de gado ovino, bovino, cavalar e até caprino.

PORTA DE LAMAS DE MOURO

A Porta de Lamas de Mouro é uma estrutura do Município vocacionada para a receção, recreio e informação dos visitantes do PNPG.

Inaugurada em maio de 2004, esta foi a primeira das cinco “Portas” previstas para o PNPG. Correspondente a uma área com cerca de dez hectares, esta Porta, cujo tema é a “Ordenamento do território”, é composta por três edifícios construídos e diversos espaços ao ar livre.

Aqui, os turistas são convidados para uma viagem interativa pelo território: com uns óculos 3D, os visitantes podem visualizar um vídeo 360º sobre a ocupação do território e da transumância.

Gastronomia e produtos locais

Detentor de uma rica e saborosa gastronomia, o concelho de Melgaço é conhecido pela excelência do vinho Alvarinho que aqui se produz, que revela a estreita ligação entre o território e as gentes que o foram habitando ao longo dos tempos, sempre tentando dele extrair os melhores valores, mas preservando-o, de forma inequívoca, e mantendo intactas algumas das mais belas paisagens de Portugal.

O Fumeiro de Melgaço pela sua natureza e indiscutível excelência desenvolvida ao longo de séculos, detém um importante relevo no panorama do desenvolvimento agrário, gastronómico e cultural da região. Preparado e curado em condições naturais, pelas suas excecionais qualidades organoléticas de aspeto, cor, textura ou consistência, aroma e paladar, tem pergaminhos firmados há já mais de 500 anos.

Não se vai arrepender de conjugar estes deliciosos sabores!

Património cultural

Melgaço goza de um raro e inigualável património histórico, natural e cultural. Possui uma grande diversidade de valores culturais que fazem a história das diferentes épocas, desde a Pré-História até aos nossos tempos. O legado arqueológico de Melgaço é rico e diverso, basta atentarmos um pouco nos monumentos megalíticos, castros e monumentos ligados à arquitetura religiosa, civil e militar.

Terra de fronteira, é ainda muito rica em tradições, história, estórias, lendas e testemunhos de vivências passadas, em que a emigração e o contrabando foram muitas vezes protagonistas.

Vale a pena visitar os vários espaços museológicos: a Torre de Menagem, o Espaço Memória e Fronteira, o Museu de Cinema Jean Loup Passek e o Núcleo Museológico de Castro Laboreiro.

Saúde e bem-estar

As maravilhosas características do Alto Minho garantem saúde e bem-estar. Melgaço é ótimo para fugir à rotina!

Aqui encontra natureza: bom tempo, sol, ar puro e águas límpidas com propriedades terapêuticas. Nas Termas de Melgaço, num spa, à beira rio ou nas fantásticas montanhas.

Os momentos de descontração são imprescindíveis para restabelecer o equilíbrio.

O destino de Natureza mais radical de Portugal

Melgaço é o local onde se podem praticar os mais desafiantes desportos fluviais e de montanha, durante todo o ano, experimentando um requintado vinho Alvarinho, num ambiente simpático e acolhedor. Canyoning, rafting, percursos pedestres, passeios de jipe, percursos de BTT, batismo hípico, arvorismo, slide, rappel e escalada são muitas das atividades que Melgaço oferece!

Desvendar e sentir Melgaço, requer um combinado de observação e vivência só alcançados quando nos envolvemos no seu quotidiano e descobrimos cheiros, sons, vozes, caminhos e recantos.

Esta descoberta realiza-se nas ruas cheias de História que revelam o seu passado, bem como de zonas verdes que se estendem por todo o território, desde a zona ribeirinha até à zona de montanha.

Localizado a menos de duas horas do Porto e perto da Galiza, Melgaço é um destino a descobrir! Mais informações aqui: Visitar Melgaço.

aeiou //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here