Esta caverna na Eslovénia guarda um segredo desde 2016: “dragões bebé”

Postojna Cave

A caverna Postojna, na Eslovénia, uma caverna cárstica formada por gotas de água que corroem rochas ao longo de milhões de anos, guarda um segredo desde 2016 que, agora, vai expor pela primeira vez: “dragões bebé”.

Escondida num laboratório subterrâneo, uma equipa de cientistas no local tem criado “dragões bebe” e, agora, quatro anos desde o primeiro nascimento, três serão exibidos para o mundo ver.

Os dragões são na verdade proteus, antigas salamandras aquáticas que se reproduzem uma vez por década e podem viver até os 100 anos. Os animais foram descritos pela primeira vez em 1689 pelo naturalista Valvasor, que escreveu no seu livro “Glória do Ducado de Carniola” que, depois de fortes chuvas, os olmos desapareciam dos sistemas de água subterrâneos e os habitantes locais acreditavam ser filhos de dragões expulsos da caverna.

Estas criaturas fantasmagóricas são incrivelmente raras, mas, em 2016, um olm na caverna colocou cerca de 60 ovos num tanque de observação, oferecendo às autoridades da caverna uma rara oportunidade de protegê-los e estudá-los.

As autoridades da caverna mantinham os proteus fora de vista nos seus laboratórios. Em breve, um número limitado de 30 visitantes poderá visitar os “dragões bebé”. Dos 21 ovos que sobreviveram, três deles serão colocados num tanque de observação aberto aos visitantes da caverna Postojna.

Pouco se sabe sobre a criação de proteus na natureza, mas dados estatísticos indicam que, das centenas de ovos depositados na vida de uma fêmea, apenas dois atingem a idade adulta.

A equipa da caverna Postojna estava apreensiva quanto ao desempenho da sua modesta criação. “Foi muito emocionante, mas também assustador, porque sabíamos o tempo todo que algo único estava a acontecer e que dependia de nós como tudo acabaria no final. Tínhamos uma enorme responsabilidade, pois as coisas começaram a acontecer para nós. A caverna Postojna esperava há séculos“, disse Katja Dolenc Batagelj, responsável pelo laboratório da caverna, em comunicado.

Como animais que vivem em cavernas, os proteus são cegos, esguios e quase translúcidos. As pernas dos animais crescem lentamente à medida que se desenvolvem.

Os proteus são uma espécie protegida encontrada nos rios das cavernas dos Balcãs e acredita-se que sejam residentes na caverna Postojna há milhões de anos.

A caverna Postojna esteve fechada aos visitantes durante três meses devido à pandemia de covid-19.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here