Son Doong, a maior caverna do mundo, continua a crescer

Uma década após ter sido descoberta nas selvas vietnamitas, Son Doong, a maior caverna do planeta, continua a surpreender os exploradores, que encontraram uma passagem submersa que a conecta a outra cavidade e aumenta ainda mais o seu tamanho.

Desde que percorreram Son Doong pela primeira vez, em 2009, e se certificaram de que era a maior caverna jamais explorada, a equipa de espeleólogos britânicos liderada por Howard Limbert observou um rio que desaparecia numa parede da caverna e reaparecia numa outra gruta próxima.

“Estávamos certos de que o rio que desaparecia em Son Doong era o mesmo que reaparecia na caverna de Hang Tung, a 600 metros”, disse à Agência Efe Debora Limbert, integrante da expedição e assessora da Oxalis Adventure, a empresa que organiza passeios dentro da caverna.

Parte da resposta surgiu há poucos dias, quando os mergulhadores especializados Christopher Jewell, Jason Mallinson, John Volanthen e Richard Stanton descobriram uma passagem que, em tese, leva à caverna de Hang Tung.

O entusiasmo da exploração, no entanto, diminuiu quando ficou comprovado que a passagem não está a 25 metros de profundidade, como era estimado, mas muito mais abaixo, a pelo menos 93 metros (abaixo do nível do mar), o que dificulta o acesso.

Os mergulhadores, conhecidos pela participação no resgate dos 12 rapazes que ficaram presos numa caverna na Tailândia em junho do ano passado, só conseguiram chegar a 77 metros de profundidade por não terem equipamentos especiais, mas as medições confirmam a existência do túnel subaquático.

“É preciso voltar para entrar na passagem e tentar chegar à outra caverna. Não sabemos se será possível fazer este ano, antes do início da temporada de chuvas ou se será preciso esperar pelo ano que vem”, disse Limbert.

Caso seja confirmada a ligação, a caverna adjacente passaria a fazer parte de Son Doong, o que engrandeceria ainda mais as já descomunais dimensões.

“Já podemos dizer que Son Doong é maior do que era. Normalmente, contamos desde a superfície da água, mas dada a existência do túnel, contamos esses 93 metros de profundidade. A dúvida é se também inclui a outra caverna, isso só será possível de comprovar se alguém passar para o outro lado pelo túnel”, explicou a espeleóloga.

Embora tenha certeza de que existem cavernas maiores na Terra, Son Doong é a maior já explorada pelo ser humano, com um volume total de 38,5 milhões de metros cúbicos de água, muito maior do que a chamada Caverna dos Cervos, na Malásia.

A descrição da empresa de turismo diz que Son Doong é um universo único, com clima próprio, “uma obra-prima da natureza com paisagens sobrenaturais e enormes estalactites e estalagmites esculturais”.

A caverna foi descoberta em 1991 por Ho Khanh, um morador da região que se escondeu de uma tempestade dentro dela. Sem saber da sua importância, não memorizou a localização. O relato de Khanh, no entanto, foi imprescindível para os espeleólogos britânicos que em 2009 exploraram Son Doong e atestaram que é a maior caverna do planeta.

A região do Parque Nacional de Phong Nha-Ke Bang, onde em 2016 foram filmadas partes da superprodução de “Kong: A Ilha da Caveira”, é um paraíso para os espeleólogos, que estimam que apenas 30% das cavernas da região de selva montanhosa foram descobertas até hoje.

ZAP // EFE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here