Roma pondera colocar grades para proteger Fontana di Trevi

Para responder ao mau comportamento frequente dos turistas, um político italiano propôs erguer barreiras para proteger a Fontana di Trevi.

A Fontana di Trevi é uma das maiores atrações turísticas de Roma e, como tal, sofre muitas vezes com o mau comportamento dos turistas. Para impedir que estes se sentam na estrutura da fonte italiana, e assim protegê-la dos abusos de que tem sido alvo nos últimos tempos, Andrea Coi, vereador na Câmara de Roma, apresentou uma proposta.

O vereador da autarquia, eleito pelo Movimento 5 Estrelas, apresentou a moção de vedar com grades o contacto direto dos visitantes com o monumento, para impedir que estes o danifiquem.

“Roma é uma das cidades mais ricas em cultura do Mundo, e uma herança como essa deve ser respeitada e protegida”, explica no texto que acompanha a proposta, que sublinha a necessidade de “favorecer um tipo de turismo mais respeitoso nos lugares simbólicos”.

Segundo o Jornal de Notícias, a moção lembra que a polícia já está instruída para proibir os turistas de se sentarem em “monumentos simbólicos”, mas Coia defende a instalação de postos de controlo policial fixos nas áreas que levam à Fontana de Trevi e às zonas que rodeiam o Coliseu para monitorizar o comportamento dos visitantes.

Só este ano, a Fontana di Trevi já foi palco de alguns incidentes com turistas. Um norte-americano foi apanhado a tomar banho na fonte, três australianos embriagados despejaram as bebidas na fonte e uma mulher italiana tentou fazer uma inscrição com uma chave na base da fonte.

A Fontana di Trevi é um dos monumentos mais procurados de Roma. A tradição da moeda da sorte tem permitido arrecadar cerca de um milhão de euros por ano, uma verba que é entregue à Cáritas.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here