Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se “percam”

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que “muitas” pessoas se perderam por causa de “sugestões enganosas” do serviço de localização.

A informação é avançada esta segunda-feira pela agência de notícias italiana ANSA.

De acordo com o autarca, muitos caminhantes perdem-se, havendo também muitos veículos, incluindo SUVs, que ficam presos em estradas intransitáveis ou trilhas íngremes do Supramonte depois de seguir as indicações da aplicação.

As autoridades locais apresentam mesmo queixa à empresa norte-americana e colocaram pósteres “em todos os lugares” nos quais desaconselham o uso do Google Maps.

“Os mapas antigos em papel são melhores“, considerou o político Salvatore Corrias, observando que nos últimos dois anos os serviços de emergência tiveram que resgatar 144 pessoas que se perderam na região italiana

“Ou, ainda melhor, usem um guia turístico da zona”, atirou.

Recentemente, escreve o jornal italiano Il Messaggero, dois turistas que seguiam num Porshe acabaram presos numa passagem estreita junto de montanhas.

Baunei localiza-se numa região montanhosa da província de Nauro, no nordeste da Sardenha, famosa internacionalmente por suas praias de areia branca. A ilha recebe todos os anos milhares de turistas de todo o mundo.

Contudo, a região não é a única a enfrentar problemas com turistas: em Veneza, por exemplo, e apesar das inúmeras sinalizações em inglês e italiano que alertam que os turistas não podem conduzir na zona histórica da cidade, vários visitantes continuam a causar o caos todos os anos ao tentar conduzir junto dos canais.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here