Dois turistas em Itália pagaram 430 euros por um almoço. Restaurante multado em 5 mil

Dois turistas japoneses almoçaram no restaurante Antico Caffè di Marte, em Roma, e a conta final foi 429,80 euros. Os turistas pediram apenas dois pratos de massa e peixe e águas.

A conta foi publicada online pelos turistas. Não só os preços da refeição pareciam um exagero, como havia uma alínea de 80 euros para gorjeta.

A publicação tornou-se viral e vários clientes manifestaram também as suas experiências no mesmo local. No TripAdvisor sucederam-se as críticas e a página foi temporariamente fechada a comentários.

Nos comentários há várias pessoas a queixarem-se de um esquema que parece sempre ser similar, a típica armadilha para turistas, com manhas nos preços a que se acrescenta uma “gorjeta”. Em algumas contas publicadas podem ver-se, por exemplo, outros preços, como uma grelhada mista de peixe para dois por 315 euros.

É este o caso da vietnamita Minh Ngoc Bui, que falou com a CNN, com detalhes que podem ajudar turistas a prevenirem-se melhor em situações similares. Minh conta que almoçou com três amigos no restaurante em agosto. O restaurante sugeriu marisco e grelhada mista com um preço de 6,50 euros por 100 gramas. Veio o prato que parecia ter uns dois quilos.

“Mas era o nosso último dia de férias em Itália, por isso dissemos OK”, já esperando pagarem entre 130 e 150 euros pelo prato entre os quatro. “Não queríamos dramas em Itália”. No final veio a conta: 315 euros. Reclamaram, mas pagaram tudo, incluindo “o serviço e gorjeta”, “que não vinham claramente referidos no menu” e “disseram ser obrigatórios”. Mais tarde, decidiram ir à polícia apresentar queixa, mas receberam aqui a informação de que deveriam ter chamado a polícia antes de pagarem.

O advogado do restaurante, Carlo Scorza, citado pelo jornal italiano La Reppublica, garantiu que os turistas japoneses comeram uma entrada, dois peixes frescos grelhados, com legumes, além de bebidas. Em relação à taxa de serviço, o advogado diz que os turistas é que decidiram dar “uma gorjeta” e “arredondá-la para os 80 euros”.

As autoridades italianas já tinham investigado o local e encontrado irregularidades, mas apenas em termos de ocupação de espaço público, obrigando o restaurante a fechar por um dia e meio. Não foram, porém, encontradas irregularidades na apresentação de preços, nem em termos de higiene, nem sequer na calibragem da balança que pesa o peixe dos clientes.

Porém, o detalhe da gorjeta pelo serviço de 80 euros no recibo dos clientes japoneses revelou-se a ilegalidade mais fácil de detetar, com direito a uma multa de cinco mil euros.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here