Túnel de três quilómetros vai ser construído debaixo de Stonehenge (mas nem todos estão contentes)

O governo do Reino Unido autorizou o projeto de expansão da rodovia A303, que inclui a construção de um túnel de cerca de três quilómetros que passará sob o sítio arqueológico de Stonehenge, no sul da Inglaterra.

De acordo com a agência Reuters, o projeto, avaliado em mais de 1,8 mil milhões de euros, visa aliviar o congestionamento do tráfego na área e permitir que “os visitantes de Stonehenge vejam o círculo de pedras sem a distração visual e auditiva do tráfego”, disse Grant Shapps, secretário dos Transportes.

A mudança foi bem recebida pela English Heritage, que administra o sítio pré-histórico. Uma porta-voz disse, em declarações à CNN, que substituir a “movimentada” A303 por um túnel “transformaria Stonehenge, reuniria a paisagem e permitiria que as pessoas não só desfrutassem e compreendessem melhor as pedras antigas, mas também explorassem a paisagem circundante e descobrissem os seus muitos outros monumentos pré-históricos fascinantes. ”

No entanto, a Alliance for Stonehenge, associação que se opõe à construção da nova estrada, afirma que o túnel é muito curto, o que pode danificar irreversivelmente os arredores do sítio arqueológico. Um grupo de arqueólogos solicitou que o comprimento do túnel fosse de pelo menos 4,5 quilómetros.

A partir da autorização do projeto, datada de 12 de novembro, foi aberto um prazo de recurso perante o Supremo Tribunal Britânico, de forma que a Alliance for Stonehenge já está a explorar a possibilidade de contestar a decisão.

Num comunicado publicado no Facebook na quinta-feira passada, o grupo disse que “lamenta profundamente uma decisão que enviará mensagens chocantes ao redor do mundo” e que vai rever cuidadosamente os documentos de consentimento de planeamento antes de decidir os próximos passos.

O grupo de campanha ambiental Greenpeace também criticou a decisão do governo, de acordo com a CNN. Richard George, chefe de transportes da Greenpeace Reino Unido, disse que o túnel seria um “desastre para o património da Inglaterra e para o clima mundial”.

“Se o governo leva a sério uma recuperação ecológica da pandemia, deveria investir nos transportes públicos, mas, em vez disso, estamos a obter mais tráfego e mais poluição”, disse George.

O sítio arqueológico de Stonehenge é o lar de um sofisticado monumento megalítico construído para fins rituais e funerários durante os períodos Neolítico e da Idade do Bronze, há mais de 5.000 anos.

Devido ao seu grande valor histórico, foi considerado Património Cultural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) em 1986.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here