Ver a China dos céus. Hotel vai oferecer serviços de turismo aéreo autónomo aos seus hóspedes

A empresa de mobilidade aérea chinesa EHang juntou-se à companhia de turismo LN Holdings para introduzir, pela primeira vez, o turismo aéreo. O LN Garden Hotel, em Nansha, será o primeiro hotel a oferecer serviços de turismo aéreo aos seus hóspedes.

Numa cerimónia realizada em 9 de maio, executivos da EHang e do LN Group assinaram um acordo que fará com que o LN Garden Hotel construa uma plataforma de mobilidade aérea urbana para oferecer aos seus hóspedes vistas aéreas, um serviço de táxi aéreo e espetáculos de luzes aéreas.

O veículo aéreo autónomo 216 da EHang possui um compartimento para dois passageiros cercado por oito braços com dois rotores em cada um.

O táxi aéreo elétrico tem uma velocidade máxima relatada de 130 quilómetros por hora e um tempo máximo de voo de 21 minutos.

“Estamos empolgados por estabelecer uma parceria estratégica abrangente e de longo prazo com a LN Holdings“, disse Hu Huazhi, presidente e CEO da EHang, citado pelo portal New Atlas.

“Ajudar a transformar Guangzhou numa cidade piloto global de mobilidade aérea (UAM) é um marco para nós e promove ainda mais a comercialização do ecossistema UAM. Os hóspedes do LN Garden Hotel experimentarão os nossos serviços com veículos aéreos autónomo de passageiros inteligentes, incluindo o passeio aéreo, conveniente entregas aéreas autónomas e espetáculos de luzes aéreas de alta tecnologia”.

Como pioneira na indústria global de UAM, a EHang firmou um acordo estratégico com o governo de Guangzhou em agosto de 2019 para desenvolver a primeira cidade-piloto de mobilidade aérea urbana do mundo.

No futuro, os turistas que visitam Guangzhou não só poderão visitar pontos turísticos como a Torre de Cantão, Beijing Road e o Rio das Pérolas, como também andar de “táxi aéreo” para apreciar a paisagem da cidade de Guangzhou vista dos céus.

ZAP //

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here