Em Roma, as viagens do metro podem ser pagas com garrafas de plástico

Se viajar por Roma e não tiver dinheiro suficiente para pagar o bilhete de metro, não se preocupe. Basta recolher algumas garrafas de plástico e colocá-las em máquinas recicladoras instaladas em três estações de metro da cidade.

O programa “+ Ricicli + Viaggi” (em português “+ Recicla + Viaja”) começou no final do mês de julho e vai estar em período experimental durante 12 meses. Se a experiência correr bem, a rede será alargada a outras estações de metro. Para já, as máquinas estão instaladas nas estações Cipro, Piramide e San Giovanni e é necessário instalar as apps myCicero e Tabnet para usufruir do desconto.

O processo é simples: cada utilizador tem um código de barras criado pela app, que deve ser lido pelo scanner da máquina recicladora. Depois, é só inserir garrafas de plástico com capacidade entre os 0,5 e os dois litros. Por cada garrafa depositada, o utilizador fica com cinco cêntimos na sua carteira virtual, que podem depois ser utilizados para comprar bilhetes com desconto.

“Num período em que se fala de criptomoeda, nós temos ‘plástico-moeda’”, disse Paolo Simoni, presidente da Atac, a empresa que opera a maior parte da rede de transportes públicos em Roma, à Lonely Planet. “É um sistema em que os indivíduos reciclam, ao mesmo tempo que fidelizamos o cliente e o recompensamos um comportamento virtuoso.”

Sergio Costa, ministro do Ambiente italiano, escreveu numa publicação do Facebook que “o ideal seria consumir menos plástico descartável”, mas que o programa é uma boa solução quando não há outra alternativa que não comprar uma garrafa de plástico.

A estratégia de economia circular pode também motivar as pessoas a recolher garrafas de plástico atiradas ao chão por toda a cidade — tendo em conta a reputação da capital italiana no que toca a poluição.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here