Turistas que usem sandálias em parque natural italiano vão ser multados

As autoridades italianas decidiram implementar multas gradualmente aos turistas que caminhem de sandálias em Cinque Terre.

A medida surge para fazer frente a uma série de incidentes registados em Cinque Terre, uma zona costeira do mar de Liguria, em Itália.

Segundo Patrizio Scarpellini, diretor do Parque Nacional Cinque Terre, os caminhantes subestimam a rota e não levan um equipamento “minimamente adequado”, que seria o calçado. “O problema fundamental é que muitos pensam que estão no mar“, acrescentou Scarpellini depois de reiterar que o lugar é uma verdadeira montanha com todos os seus inconvenientes para andar.

Além disso, o diretor do espaço natural disse que as operações de helicópteros de bombeiros para atender as emergências têm aumentado, de acordo com os meios locais.

As multas previstas vão de 50 a 2.500 euros. No entanto, as autoridades italianas adiantaram que inicialmente haverá uma fase de informação para alertar os turistas sobre as precauções necessárias e que o acesso sem o tipo de calçado correto será proibido.

Cinque Terre é o nome dado a um acidentado trecho de terra, na Itália, na costa da Riviera Ligure e compreende as comunas de Monterosso, Vernazza, Riomaggiore com os distritos de Corniglia e Manarola.

Estas localidades, que juntamente com Porto Venere e as ilhas de Palmaria, ilha de Tino e Tinetto foram declaradas em 1997 Património da Humanidade pela UNESCO, são caracterizadas pelo relevo montanhoso próximo ao mar. Típicos desta zona são os terraços devidos à particular técnica agrícola usada para usufruir dos terrenos com inclinação.

Este popular sítio turístico planeia duplicar o número de visitantes que recebeu no ano anterior, passando de 450 mil a 750 mil turistas entre abril e outubro de 2019.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here