Viagem: dicas para aproveitar o circuito Praga-Viena-Budapeste

Se está indeciso quanto a qual cidade escolher para uma escapada pela Europa, por que não eleger três ao mesmo tempo? Praga, Viena e Budapeste são as três principais cidades da Europa Central e, por estarem bem conectadas uma à outra, são uma boa opção para uma viagem conjunta. AEIOU e Hostelworld, o site especialista em hospedagem barata pelo mundo, dão dicas de como aproveitar melhor o tempo no circuito Praga-Viena-Budapeste.

Praga

Prague

A primeira paragem é a capital checa. É possível chegar até Praga de comboio ou autocarro, mas a opção mais rápida é mesmo de avião. Há inúmeras companhias low cost que voam até Praga, a preços bastante acessíveis.

Há certa discórdia na comunidade viajante em torno de quanto tempo se deve realmente passar em Praga. Alguns dizem que, para de facto apreciar a cidade, deve-se passar pelo menos uma semana por lá. Por outro lado, um final de semana bem aproveitado (e planeado) é dito suficiente por muitos.

Pode-se percorrer a pé praticamente todos os principais pontos turísticos de Praga: a Cidade Velha (Starom?stské nám?stí), o Relógio Astronômico, a Ponte Carlos, a Torre da Pólvora, a Casa Dançante, o Castelo de Praga, a Catedral de São Vito, a Praça Wenceslas e os belos edifícios barrocos da Malá Strana (Cidade Pequena).

Outra boa notícia é que os hostels em Praga são baratos, e pode-se ficar hospedado no centro da cidade sem gastar muito. Ideal para combinar o orçamento limitado com a cerveja checa – deliciosa e surpreendemente barata.

Viena

Palacio-Oberes-Belvedere-Viena

Próxima paragem: Áustria e sua linda capital.

A viagem de comboio de Praga para Viena leva cerca de 5 horas e custa em torno de 48€ (52€ se reservar assentos com antecedência). Há também a opção do comboio noturno, que custa cerca de 52€ (56€ com assento). Outra opção são os autocarros – empresas como Eurolines (cerca de 4 horas, 20€-25€) ou Student Agency (cerca de 5 horas, bilhete a 16€) oferecem o serviço. Nada melhor que garantir hospedagem barata em Viena e ficar num hostel, que esbanjam qualidade na capital austríaca.

Todo passeio por Viena não pode deixar de incluir locais como o Palácio de Schönbrunn, a Catedral de Santo Estêvão (Stephansdom) e o Palácio Imperial Hofburg. E se depois de tantos passeios, quiser relaxar ou o lado consumista falar mais alto, tanto o Stadtpark quanto o centro comercial Kärntner Straße também estão a uma curta distância.

Budapeste

Parque-de-las-Estatuas-Budapest1

E, finalmente, Hungria e sua capital Budapeste.

São cerca de três horas de comboio de Viena a Budapeste. O preço do bilhete com o Czech Transport varia de 46€ a 50€ para os assentos não-reservados. Se pensa viajar de autocarro, a melhor companhia é Eurolines/Volánbusz. A viagem demora cerca de 3 horas e o bilhete varia entre 12€ e 24€, a depender do tempo e disponibilidade.

Um conselho: ao comprar uma passagem de autocarro online, é importante escolher um horário específico, porque se escolher “Open” (ou seja, sem hora marcada), terá que retirar o bilhete na estação em Népliget, em Budapeste (o que será, digamos, complicado se estiver em Viena).

Budapeste é um destino turístico muito popular. Por se tratar de uma cidade rica tanto em cultura, história e beleza natural, geralmente agrada a qualquer tipo de viajante. A arquitetura barroca, neoclássica e secessionista são pano de fundo para belos parques e inúmeros museus cheios de artefactos raríssimos.

Para relaxar e terminar o dia muito bem, vale experimentar um dos diversos banhos turcos na cidade, para limpar o corpo e a alma. Outra dica é ficar num hostel barato em Budapeste para economizar e aproveitar ainda mais o que a cidade tem para oferecer.

Obrigado pelas imagens do flickr a cb_agulto e qyphon.

1 COMENTÁRIO

  1. Gosto da Praga, gosto de Viena, mas Budapeste é uma paixão. Porquê? Não sei, paixão não se explica nem se discute, simplesmente sente-se. Como Budapeste, só tenho paixão por Lisboa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here