Viana do Castelo – a jóia da Costa Verde

amaianos

Viana do Castelo é uma cidade portuguesa, capital de distrito, situando-se na região Norte e que faz fronteira a norte com Caminha, a leste com Ponte de Lima, a sul por Barcelos e Esposende e a oeste com o Oceano Atlântico. Guarda imenso património histórico e arquitectónico e no litoral excelentes praias como Afife, Carreço, Cabedelo e Amorosa.

carregue no play para ver fotos

[toc]

Viana do Castelo, no norte de Portugal, é a jóia da Costa Verde.

Esta cidade, abençoada com um atraente centro medieval, apresenta nos seus arredores, praias encantadoras.

Os bairros antigos aparentam sofisticação, com avenidas frondosas, do século XIX e estreitos corredores polvilhados de palácios rococó e casas senhoriais de estilo manuelino.

No centro histórico da cidade destacam-se a Catedral e a Praça da República.

A cidade é banhada pelo estuário do Rio Lima e pelo Oceano Atlântico, o que significa que se encontra a apenas um pulo de distância de praias excelentes, sendo também uma excelente oportunidade para explorar o vale do Lima.

No alto do monte, fora do centro da cidade, poderá visitar a Basílica do Sagrado Coração de Jesus ou de Santa Luzia, de onde poderá apreciar as maravilhosas vistas sobre a cidade, o estuário do rio Lima e o mar.

Poderá chegar ao monte através do elevador de Santa Luzia que liga a estação ferroviária de Viana do Castelo ao santuário de Santa Luzia.

Viana do Castelo também apresenta excelentes pratos de peixe – entre os melhores da região.

É também o lugar onde o Minho conservador faz uma exceção, apresentando festas tradicionais estridentes, complementadas por algumas discotecas locais elegantes.

Muito característico e a não perder nesta cidade, são as bolas de Berlim do Natário, acabadas de sair do forno, há sempre fila à espera delas à porta da Pastelaria Manuel Natário.

História da cidade

Foram aqui encontrados numerosos vestígios de diferentes culturas existentes desde a Idade do Ferro que foram atraídos pelo seu terreno fértil.

No século I a. C. fixou-se aqui uma comunidade Castreja e mais tarde os Romanos.

Com a Reconquista Cristã surgiu um núcleo populacional que deu origem à freguesia de Santa Maria e dado que se localizava numa via medieval e no caminho das peregrinações a Santiago de Compostela cresceu em conjunto com a sua economia.

Em 1258 por D. Afonso III foi fundada Viana.

O seu porto foi fundamental durante a Época das Descobertas, pois, partiram daqui muitas embarcações que voltaram repletas de tesouros que enriqueceram a população.

Essa riqueza acumulada durante o século XVI ajudou Viana a construir o património que em grande parte persiste nos dias de hoje.

Em meados do século XIX recebe o nome de Viana do Castelo por D. Maria que lhe concede o título de cidade.

Nos dias de hoje continua bastante ligada ao mar, mas apresenta também uma excelente combinação de rio e montanha, que é um excelente argumento para quem a quiser visitar.

Os seus monumentos do Centro Histórico e animada vida nocturna também são argumentos a seu favor.

Pontos de interesse principais

Basílica de Santa Luzia (Séc. XX)

É o templo do Sagrado Coração de Jesus edificado no esporão poente da montanha de Santa Luzia.

É um dos monumentos mais conhecidos e emblemáticos de Portugal.

Embora o projecto date de 1898 a obra foi só iniciada nos primeiros anos do século XX, abrindo em 22 de Agosto de 1926.

Infelizmente, nessa data o seu autor, Miguel Ventura Terra (1866-1919), já tinha falecido.

Foi concluída apenas em 1943, quase meia década depois.

Ponte Eiffel (Séc. XIX)

Foi inaugurada a 30 de Junho de 1878 durante a época da arquitectura do ferro.

Esteve a cargo da prestigiada Casa Eiffel, sendo uma ponte metálica sobre o rio Lima e que veio não só permitir o tráfego ferroviário, como também substituir a velha ponte de madeira que ligava o terreiro de São Bento em Viana à margem esquerda do rio Lima.

Tem 563 metros de comprimento e seis metros de largura, tendo sido necessários mais de 2 mil toneladas de ferro para a construção dos tabuleiros que assentam em 9 pilares em cantaria de granito, cujas fundações chegam a atingir os 22 metros.

Navio Gil Eannes

O navio-hospital Gil Eannes foi construído em Viana do Castelo em 1955 e apoiou durante décadas a frota bacalhoeira portuguesa que pescava na Terra Nova e Gronelândia.

Depois de não ser necessário passou por um projecto de reconversão que o transformou em Núcleo Museológico e Pousada da Juventude.

Museu do Traje

Encontra-se instalado no antigo edíficio do Banco de Portugal, na Praça da República, e foi adquirido pela Câmara Municipal em 1997.

Aqui estão expostas uma ampla mostra dos trajes típicos utilizados no decorrer da sua história e nível regional e local e que são considerados como um elemento representativo da cultura existente na região do Alto Minho.

Em 2004 passou a fazer parte da Rede Portuguesa de Museus.

Chafariz da Praça da República

Foi construído no século XVI pelo canteiro (é o nome dado aos profissionais que talham blocos de rocha bruta em formas geométricas) João Lopes, natural de Viana do Castelo e conhecido como “O Velho”.

Classificada como Monumento Nacional é uma fonte de planta circular em que no centro encontra-se elementos que representam figuras de animais.

Antigos Paços do Concelho (Séc. XVI)

Foi construída esta Casa da Câmara no princípio do Século XVI após o seu antigo lugar ter sido ocupado pela Igreja de Santa Maria Maior, que actualmente é a Sé.

Trata-se de um edifício sobradado, tendo no andar nobre a sala onde reunia a veneração e no piso térreo uma arcada para dar abrigo a pessoas e escribas que aqui redigiam, em representação dos iletrados, requerimentos e outros documentos endereçados à Câmara.

Conhece Viana do Castelo?

Diga-nos o que acha desta cidade. Queremos saber a sua opinião. Deixe-nos o seu comentário.

1 COMENTÁRIO

  1. Viana do Castelo é uma das cidades mais bonita que conheci.
    Povo acolhedor e simpático, cidade educada, segura , amei,
    Meu bisavô, avô da minha mãe nasceu lá. Estive em Viana em Novembro de 2015 , e com certeza voltarei em 2017, e vou me hospedar na Pensão Laranjeiras , (onde me hospedei 3 dias e fui muito bem recebida), em frente a Pastelaria Manuel Natário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here